Amy Winehouse

Amy Jade Winehouse nasceu em Londres no dia 14 de setembro de 1983, foi uma cantora e compositora britânica. As suas qualificações artísticas se revelaram aos dez anos, quando ela fundou com Juliette uma banda de rap amadora chamada Sweet 'n' Sour. Em 1996, ela organizou a própria audição para o colégio Sylvia Young Theatre School. Impressionados com as habilidades vocais de Winehouse, os avaliadores rapidamente lhe concederam uma bolsa de estudos até ser expulsa no ano seguinte. Aos quinze anos, compôs as suas primeiras canções e começou a se apresentar em pequenos clubes de jazz em Londres. A diretora da instituição, Sylvia Young, entrou em contato com Bill Ashton da National Youth Jazz Orchestra em 1999, sendo admitida como vocalista da banda. Winehouse gravou uma demo, e a agência de relações públicas chamada Brilliant!, assinou com ela um contrato de representação artística. A Brilliant!, no entanto, encerraria as suas atividades pouco tempo depois, mas parte da empresa foi adquirida pela 19 Entertainment, de Simon Fuller. A cantora, então, firmou um contrato de representação artística com Simon. Winehouse assinou um contrato com a EMI, decidindo, a princípio, mantê-la em segredo da indústria fonográfica.

 

Darcus Beeze da Universal Music do Reino Unido, ouviu uma de suas gravações, e levou cerca de seis meses para conseguir encontrar a cantora. Nesse período, Winehouse ainda não havia gravado qualquer material. Em 2002, a jovem assinou um contrato de gravação com a Universal Music e uma de suas subsidiárias, a Island Records, que ficou responsável por seus lançamentos no Reino Unido. Em 20 de outubro de 2003, o seu álbum de estreia, Frank, foi lançado. Os exaustivos concertos promocionais de seu álbum de estreia renderam lucros à Island, mas esgotaram-na criativamente.  Winehouse costumava frequentar pubs em Camden Town, para onde se mudou em 2005, e, em um destes, conheceu o então assistente de vídeo Blake Fielder-Civil, com quem iniciou uma relação amorosa, que logo chegaria ao fim. Com o comportamento autodestrutivo da cantora, Nick Shymansky, seu empresário musical e amigo, e Nick Godwyn tentaram convencê-la a internar-se em uma clínica de reabilitação. Embora tenha, inicialmente, concordado, Winehouse recusou o internamento. Já insatisfeita com a 19 Entertainment, desde o lançamento do álbum Frank, ela decidiu romper o seu contrato de gestão. Amy Winehouse se apresentou no Bloomsbury Ballrooms, em 12 de setembro de 2006, onde a artista apresentou algumas de suas novas canções do seu segundo álbum, Back to Black, Amy Winehouse obteve a aclamação do publico e dos críticos.

 

"Rehab", a sua canção-assinatura, atingiu recordes de vendas em territórios britânico e americano. O álbum foi o mais vendido do mundo em 2007, e e ganhou 5 prêmios na 50ª edição do Grammy Awards em em 10 de fevereiro de 2008 no Staples Center, em Los Angeles. Winehouse se tornou a britânica mais premiada pelo Grammy em apenas uma edição e entrou para o Guinness World Records, em 2009. Enquanto o álbum registrava vendas elevadas, Winehouse cada vez mais se afundava em seu abismo pessoal. A prisão de Blake Fielder-Civil, efetuada em novembro de 2007 sob a alegação de agressão ao proprietário de um bar em East End, afetou-a emocionalmente e fê-la cancelar diversas apresentações, bem como agravou o seu consumo de substâncias químicas. Winehouse reiniciou o tratamento de seu alcoolismo na Priory Clinic, em Londres, mas desistiu do internamento para realizar a primeira apresentação de uma turnê europeia, em Belgrado, o concerto, no entanto, foi desastroso. Aqueles que foram ao concerto afirmaram que a cantora estava embriagada e demonstrava dificuldades em interpretar as canções. Em seguida, Winehouse cancelou duas apresentações que faria em Istambul e Atenas e, pouco depois, cancelou toda a turnê, afirmando que voltaria ao tratamento. A sua última aparição pública foi quando ela surgiu no palco durante um show de Dionne Bromfield na London Roundhouse. No dia 23 de julho de 2011 Amy Winehouse faleceu por ingestão excessiva de bebidas alcoólicas.

 Rockdigital