O Peso

Foi um grupo de rock brasileiro. Em 1972, os cearenses Luiz Carlos Porto e Antônio Fernando Gordo se mudaram para o Rio de Janeiro, e compuseram diversas músicas, e, dentre elas, escolheram "O Pente" para ser apresentada no VII Festival Internacional da Canção no Rio de Janeiro, o mesmo que revelou Raul Seixas com "Let Me Sing, Let Me Sing", e os Mutantes fizeram sua derradeira apresentação com Rita Lee. Porém, a canção não ficou entre as classificadas para a final, principalmente pela forte alusão à maconha, levando ao retorno para o Ceará e a dissolução da dupla, mas deixando Porto com vários contatos de músicos, que permitiu que assinasse um contrato de três álbuns com a Phillips, de onde saiu apenas o compacto de "O Pente" ao lado de Gordo. Em 1974, Porto retornou ao Rio, e dessa vez começa a procurar pessoas para montar uma banda. Assim, funda o grupo O Peso, ao lado de Gabriel O'Meara na guitarra, Carlos Scart no baixo, Constant Papineau no piano e Geraldo D'arbilly na bateria. A banda passa a participar de shows, sendo a banda de apoio para Zé Ramalho na temporada que o mesmo fez na Urca em 1974.

 

No ano seguinte, a banda assina um contrato com a Polydor. O contrato rendeu um convite para participar do primeiro Hollywood Rock, no Estádio de General Severiano no Rio de Janeiro, pertencente ao Clube da Estrela Solitária. O sucesso no Hollywood Rock fez com que a gravadora lançasse o primeiro álbum, Em Busca do Tempo Perdido, em meados de 1975. A canção "Cabeça Feita" foi uma das mais populares do álbum, que fala sobre o uso da maconha. Porém, o sucesso esperado pela banda acabou esbarrando na própria gravadora, que lançou uma tiragem pequena do álbum não atingindo uma boa vendagem. Mesmo assim, lançam um compacto com as músicas "Eu Sou Louco Por Você” / “Me Chama de Amor", que também não obteve sucesso. Várias formações passaram a fazer parte do grupo, contando com Mario Jansen, Geraldo D'arbilly, Carlos Scart, Serginho e Porto, e também como sexteto, com Porto, Carlos Scart, Geraldo D'arbilly, Serginho, Leca e Mario Jansen, inclusive com a saída de Porto, sendo substituído por Zé da Gaita nos vocais, culminando no encerramento das atividades no final da década de 70. 

 

Em 1983, Luiz Carlos Porto lançou, pela Polygram, seu primeiro e único álbum solo. Em 1984, O Peso retornou a ativa, tendo o seu último show de uma mini-turnê sido realizado na Danceteria Quitandinha em Petrópolis. O Peso tinha na formação Luis Carlos Porto, Ricardo Almeida na guitarra, George Gordo no baixo e Carlinhos Graça na bateria. Em 1986, após um show em Fortaleza, Porto envolveu-se em um grave acidente de moto, passando a sofrer de esquizofrenia e sendo obrigado a abandonar os palcos. A banda parou as atividades nesse mesmo ano. No dia 26 de agosto de 2005, Darliby, Scart e Papineau se reencontraram 30 anos depois da gravação do seu único álbum. O retorno da banda para alguns shows foi pensada, porém o problema de saúde de Luis Carlos Porto impossibilitou a volta da banda.

 Rockdigital