Dr. Hook

Foi uma banda de soft rock americana. A banda foi formada em Union City, Nova Jersey, em 1968, e foi formada por George Cummings, Ray Sawyer e Billy Francis que haviam participados juntos na banda Chocolate Papers. Eles tocaram no sul dos EUA antes de se separarem. Cummings, que se mudou para Nova Jersey com o plano de formar uma nova banda, trouxe Sawyer de volta. Eles então se tornaram os vocalistas principais. Cummings nomeou a nova banda Dr. Hook and The Medicine Show: Tonic for the Soul. O nome Hook foi inspirado no tapa-olho de Sawyer e em uma referência ao Capitão Hook do conto de fadas de Peter Pan, embora, o Capitão Hook não fosse médico nem usasse tapa-olho. Ray Sawyer havia perdido o olho direito em um acidente de carro quase fatal no Oregon, em 1967, e depois sempre usava um tapa-olho e um enorme chapéu de vaqueiro. A banda tocou durante alguns anos em Nova Jersey, primeiro com o baterista Popeye Phillips. Citando diferenças musicais, Popeye retornou ao Alabama, e foi substituído pelo baterista local Joseph Olivier. Quando a banda começou a gravar seu primeiro álbum, Olivier saiu e foi substituído por John "Jay" David, que foi convidado a se juntar à banda em tempo integral em 1968. A banda gravou algumas demos. 

 

Em 1970, suas fitas demo foram ouvidas por Ron Haffkine, diretor musical do filme Who Is Harry Kellerman and Why Is He Saying Those Terrible Things About Me? de Herb Gardner. As músicas do filme foram escritas pelo cartunista e poeta Shel Silverstein. Haffkine determinou que o Dr. Hook era a banda ideal para a trilha sonora. Com sua ajuda, a banda gravou duas músicas para o filme, "The Last Morning" e "Bunky and Lucille", onde a banda pode ser vista atuando no filme. O filme, lançado em 1971, ajudou o Dr. Hook & The Medicine Show a garantir seu primeiro contrato de gravação com a CBS. O seu primeiro álbum, Dr. Hook, foi lançado em 1971. O single "Sylvia's Mother" atingiu o Top 5 no verão de 1972. A banda adicionou o baixista Jance Garfat e o guitarrista, Rik Elswit. O seu segundo álbum, Sloppy Seconds, foi lançado em 1972, e alcançou a posição 41 na Billboard 200. O single "The Cover of Rolling Stone" se tornou outro Top 10 no início de 1973. O baterista David deixou a banda em 1973 e foi substituído por John Wolters. Eles foram forçados a declarar falência em 1974, em parte como uma maneira de sair de seu contrato com a CBS. Agora o nome da banda ficou simplesmente como Dr. Hook, e eles assinaram com a Capitol Records em 1975, lançando o seu quinto álbum, Bankrupt, no mesmo ano, que começou a apresentar músicas compostas pelo grupo. O single "Only Sixteen" alcançou o Top 10 e revitalizou sua carreira. O membro fundador Cummings saiu em 1975, mas não foi substituído. 

O seu oitavo álbum, Pleasure & Pain, foi lançado em 6 de outubro de 1978, com 2 hit Top 10 "Sharing the Night Together" e "When You're in Love with a Beautiful Woman". Elswit teve que deixar a banda por um ano depois para tratar de um câncer. Ele foi substituído por Bob "Willard" Henke, que permaneceu na formação após o retorno de Elswit, já recuperado. A banda assinou um contrato com a Casablanca Records. O seu décimo primeiro álbum, Players in the Dark, foi lançado em 1982, e teve seu hit final que alcançou o pico nos EUA no número 25 com "Baby Makes Her Blue-Jeans Talk". Ray Sawyer saiu em 1983 para seguir uma carreira solo, enquanto a banda continuou em turnê com sucesso por mais alguns anos, terminando com a Dr. Hook's One and Only Farewell Tour em 1985, com Locorriere como o único vocalista. Depois de algumas turnês para pagamento de contas, eles finalmente desistiram e a banda acabou em 1985. Locorriere possui a propriedade do nome do Dr. Hook e usa o nome para sua atual banda como Dr. Hook Starring Dennis Locorriere. O baterista John Wolters morreu de câncer em 1997. De 1998 a 2015, foi concedido uma licença para Sawyer numa turnê separada como Ray Sawyer of Dr. Hook e Dr. Hook featuring Ray Sawyer. Billy Francis se juntou a Sawyer em 2001 durante seus shows. Billy Francis morreu em 23 de maio de 2010, aos 68 anos. Sawyer não se apresentou publicamente desde sua última turnê que terminou em outubro de 2015. Ray Sawyer morreu em 31 de dezembro de 2018.

 Rockdigital