É uma banda de Rock britânica. No final dos anos 60, Roy Wood, guitarrista, vocalista e compositor do The Move, teve a idéia de formar uma nova banda que iria usar instrumentos de orquestra para dar a sua música um som clássico. Jeff Lynne, líder do grupo de Birmingham, The Idle Race, entrou no The Move em janeiro de 1970, quando Carl Wayne saiu. Para ajudar a financiar a banda novata, mais dois álbuns foram lançados pela The Move, durante as gravações da ELO. O seu primeiro álbum, The Electric Light Orchestra, foi lançado 3 de dezembro de 1971. A canção "10538 Overture" se tornou um hit Top 10 no Reino Unido. O primeiro concerto da ELO ocorreu no dia 15 de abril de 1972 no The & Hound's Pub Fox em Croydon, Reino Unido. No entanto, logo surgiram tensões entre Wood e Lynne, devido a problemas com a gerência. Entre as gravações para o segundo álbum da banda, Wood deixou a banda, levando os violoncelistas McDowell e Hunt com ele para formar a banda Wizzard. O seu segundo álbum, ELO 2, foi lançado em 2 de março de 1973. O seu quarto álbum, Eldorado, legendado como, A Symphony By The Electric Light Orchestra, um álbum conceitual que foi lançado em 28 de setembro de 1974.

 

Foi na turnê americana do álbum que a banda estreou o uso de lasers coloridos. Apesar do reconhecimento e do sucesso que gozavam nos EUA, ainda eram ignorados no Reino Unido até que seu sexto álbum, A New World Record, foi lançado em setembro de 1976, e alcançou o quinto lugar na Billboard 200.  com os hits "Livin 'Thing" e "Telephone Line". O seu oitavo álbum, Discovery, foi lançado em 31 de maio de 1979. O single "Don't Bring Me Down" alcançou o quarta lugar na Billboard Hot 100. O álbum também produziu os hits "Shine a Little Love", "Last Train to London" e "Confusion". Em 1980, Jeff Lynne foi convidado a escrever para a trilha sonora do filme musical Xanadu. O seu décimo álbum, Secret Messages foi lançado em 5 de junho de 1983, e alcançou o quarto lugar na UK Albums Chart. Não houve turnê para promover o álbum, porque o baterista Bev Bevan saiu tocar no Black Sabbath e o baixista Kelly Groucutt também tinha deixado a banda. No entanto, Lynne estava contratualmente obrigado a fazer mais um álbum da banda. Lynne, Bevan e Tandy retornaram ao estúdio em 1985 para gravar o seu décimo primeiro e último álbum, Balance of Power, que foi lançado em 17 de fevereiro de 1986.

 

A última performance da ELO ocorreu no dia 13 de julho de 1986, em Stuttgart, na Alemanha. Lynne produziu o álbum Cloud Nine, de George Harrison, integrou a banda Traveling WilburysBev Bevan fez um acordo com Jeff Lynne do nome ELO e continuou em 1988 como ELO Part II, que lançou o seu primeiro álbum, Electric Light Orchestra Part Two, em 1990 e o segundo álbum, Moment of Truth, em 1994. Bevan saiu da formação em 1999 e vendeu sua parte do nome ELO para Jeff Lynne em 2000. Os restantes membros continuam a excursionar e gravar, rebatizados como The Orchestra. O retorno de Lynne com a ELO começou em 2000 com o lançamento do box set de compilações, Flashback. O seu décimo segundo álbum, Zoom, foi lançado em 12 de Junho de 2001. Após a conclusão do álbum, Lynne reformou completamente a banda com novos membros, incluindo sua então namorada Rosie Vela. O seu décimo quarto álbum, Alone in the Universe, o primeiro a ser creditado como Jeff Lynne's ELO. O álbum foi lançado no dia 13 de Novembro de 2015. A banda foi induzida no Rock and Roll Hall of Fame em 2017. O seu décimo quarto álbum, From Out of Nowhere, foi lançado em 1 de novembro de 2019 também creditado como Jeff Lynne's ELO

Electric Light Orchestra

 Rockdigital