Fresno

É uma banda brasileira de rock alternativo. Amigos de colégio, Lucas, Gustavo, Pedro e Leandro tiveram a ideia de montar uma banda em novembro de 1999 em Porto Alegre, após uma animada reunião do Grêmio Estudantil, do qual os quatro faziam parte. No dia 4 de dezembro de 1999, houve na casa do Pedro o primeiro ensaio, e a data oficial da formação da banda que inicialmente tinha o nome de Democratas. Em maio de 2000, convidaram Bruno, que também estudava junto, para ensaiar com a banda tocando baixo No dia 16 de junho de 2000, aconteceu o primeiro show que foi no Festival de bandas da escola. Em 2001, ao descobrirem que já havia uma banda nordestina chamada Democratas, os cinco rapazes decidiram mudar o nome para Fresno, por sugestão de Lucas, que achava graça na sonoridade da palavra. No final do ano, eles gravaram a demo que resultou no primeiro EP, O Acaso do Erro, com seis faixas, lançado em 2001, de forma independente. Foi durante as gravações do EP, que ocorreu a saída do vocalista Leandro da banda. Lucas, que sempre foi o principal compositor, assumiu os vocais.

 

A banda voltou para o estúdio e gravou o seu primeiro álbum, Quarto dos Livros, lançado em 2003 pela Sweet Salt. O reconhecimento desse álbum no meio independente levou a banda a fazer turnês por diversos estados brasileiros. No ano seguinte, o segundo álbum, O Rio, A Cidade, A Árvore, lançado pela RCT em dezembro de 2004. Esse álbum consolidou ainda mais o respeito pela banda na cena musical alternativa do Brasil. Em 2006, a banda lançou o seu terceiro álbum, Ciano. Com esse álbum, os gaúchos elevaram seu sucesso para além do underground, obtendo diversas aparições na MTV Brasil, e nas rádios de todo país. O baixista Bruno saiu da banda por motivos pessoais. Em seu lugar entrou Tavares. O seu quarto álbum, Redenção, foi lançado em 15 de Abril de 2008 pela Universal Music, e foi o único trabalho da banda a conquistar o disco de ouro. Em 2009 a banda conquistou os prêmios de Artista do Ano no Prêmio Multishow, e Melhor Banda Pop e Artista do Ano no VMB da MTV, que também prêmiou a Lucas, como melhor vocalista e Tavares, como melhor baixista.

 

O seu quinto álbum, Revanche, foi lançado em maio de 2010. A banda saiu da Universal, que havia sido sua gravadora desde 2008, e voltou a ser independente em 2011. O seu segundo EP, Cemitério das Boas Intenções, foi lançado no dia 12 de dezembro de 2011 de forma virtual para download. Em 29 de março de 2012 a banda anunciou a saída do baixista Rodrigo Tavares por meio de sua página no Facebook. O álbum, Infinito, foi lançado na iTunes Store dia 1 de novembro de 2012, e o álbum foi lançado fisicamente dia 23. Em 2013, o baixista Tom Vicentini entra na banda como membro convidado.  Lançado oficialmente no dia 31 de março de 2014, o seu terceiro EP, Eu Sou a Maré Viva, ficou entre os mais vendidos no iTunes durante a sua pré-venda. O seu sétimo álbum, A Sinfonia de Tudo Que Há, foi lançado nas plataformas digitais, no dia 13 de outubro de 2016.

 Rockdigital