Madness

É uma banda inglesa de ska/pop. O núcleo da banda foi formada como The North London Invaders em 1976, e incluiu Mike Barson nos teclados e vocais, Chris Foreman na guitarra e Lee Thompson no saxofone e vocais. Eles recrutaram mais tarde John Hasler na bateria e Chas Smash no baixo. No final do ano, eles se juntaram ao vocalista Dikron TulaneGraham McPherson assumiu os vocais depois de ver a performance da banda no jardim de um amigo. Dikron saiu da banda em 1977 para seguir carreira de ator. Smyth, que saiu após uma discussão com Barson, foi substituído por Gavin Rodgers. McPherson foi expulso da banda por escolher assistir as partidas do Chelsea em vez de ensaiar. Thompson deixou a banda após Barson criticar sua forma de tocar saxofone. Em 1978, a banda permitiu que McPherson voltasse. Thompson também voltou depois de acertar as coisas com Barson. O baterista Daniel Woodgate e o baixista Mark Bedford se juntaram à banda. Depois de mudar rapidamente o seu nome para Morris and the Minors, e depois para Madness em 1979, em homenagem a uma de suas músicas favoritas de Prince Buster. No final de 1979, Chas Smash voltou e tornou-se oficialmente o sétimo membro da banda. A primeira gravação comercial da banda foi "The Prince". A canção alcançou a posição 16 no Reino Unido. A banda se apresentou no popular show de música Top of the Pops no Reino Unido. 

 

O seu primeiro álbum, One Step Beyond . . ., foi lançado no dia 19 de outubro de 1979. O álbum alcançou a posição 2 na Uk Albums Chart por mais de um ano. Em 1980, o seu segundo álbum, Absolutely, lançado em 29 de setembro de 1980, também alcançou a posição 2 na Uk Albums Chart. Em novembro de 1982, eles lançaram seu quarto álbum de estúdio, The Rise & Fall, que foi bem recebido no Reino Unido, mas não foi lançado nos Estados Unidos. Em vez disso, muitas das suas canções foram incluídas na compilação americana Madness, incluindo "Our House", que foi o seu maior sucesso internacional até à data, alcançando o número 5 nas paradas musicais do Reino Unido e número 7 na Billboard hot 100. Em 5 de outubro de 1983, Barson saiu da banda. Paul Carrack tomou o seu lugar enquanto a banda excursionou pela América no início de 1984. O Madness deixou a Stiff Records e formou a Zarjazz Records, a sua própria gravadora. Steve Nieve entrou no lugar de Barson. A banda tentou gravar um novo álbum, e 11 faixas demo foram registradas. No entanto, diferenças musicais surgiu entre os membros da banda, e em setembro de 1986, a banda anunciou que eles estavam se separando. A banda se separou oficialmente após o lançamento do single "(Waiting For) The Ghost Train", que alcançou a posição 18 no Reino Unido.

 

Em 1988, Suggs, Chas Smash, Lee Thompson e Chris Foreman continuam com o nome The Madness. O único álbum de estúdio da banda, The Madness. Foi lançado em 3 de maio de 1988, pela Virgin. Depois de lançarem 2 singles desse álbum, o The Madness se separou. Em 1992, o Madness anunciou planos para um show de reunião, Madstock!, Que foi realizado no Finsbury Park, Londres, em 8 e 9 de agosto do mesmo ano. O Madness continuou a se reunir para excursões anuais da temporada de natal no Reino Unido e realizou mais três Festivais Madstock!. Em 1999, o Madness lançou seu primeiro álbum de estúdio, Wonderful. O álbum alcançou a posição 17 na Uk Albums Chart. O álbum, The Dangermen Sessions Vol. 1, foi lançado em agosto de 2005. Durante a produção do álbum, o guitarrista Chris Foreman anunciou sua saída. Chris Foreman, voltou à banda a tempo para a turnê de Natal em 2006. O seu décimo segundo álbum, Can't Touch Us Now, foi lançado em 28 de outubro de 2016 pela sua gravadora Lucky 7 Records. O álbum marcou o retorno de Mark Bedford e a saída de Chas Smash, que fez uma pausa no Madness para seguir carreira solo. A banda comemorou 40 anos do seu primeiro álbum lançado com uma série de aparições especiais ao vivo ao longo de 2019.

 

 Rockdigital