MC5

 

É uma banda de rock americana. Os guitarristas Wayne Kramer e Fred Smith eram amigos desde a adolescência. Cada um formou e liderou um grupo de rock, o Vibratones de Smith e o Bounty Hunters de Kramer. Quando todos saíram para a faculdade ou para trabalhar, os mais comprometidos com a música acabaram se unindo na Bounty Hunters com Billy Vargo na guitarra, Leo LeDuc na bateria e Smith no baixo. Rob Derminer inicialmente fez o teste como baixista em 1964. com Smith mudando para guitarra para substituir Vargo e Bob Gaspar substituindo LeDuc. Derminer mudou o seu noma para Rob Tyner, e também deu o novo nome, MC5, abreviação de Motor City Five, para a banda. Tyner passou de baixista para vocalista, ele foi inicialmente substituído por Patrick Burrows. Michael Davis e Dennis Thompson substituíram Burrows e Gaspar e Tyner se tornou gerente da banda em 1965. John Sinclair, fundador do movimento White Panter se torna o manager da banda em 1967, e alguns meses depois, eles lançam o seu primeiro single, “I Can Only Give You Everything”. 

 

No ano seguinte, no concerto Yippies' Festival of Life em Chicago, Danny Fields, da Elektra Records assina um contrato com a banda, e o seu primeiro álbum, Kick Out the Jams, gravado ao vivo no Grande Ballroom em 1968, e foi lançado em 1969. O álbum alcançou a posição 30 na Billboard 200. Com letras recheadas de ideias revolucionárias e muitos palavrões, o MC5 teve sérios problemas com a censura. Tornava-se comum ter suas apresentações interrompidas pela policia. Em 1970, assinaram um novo contrato com a Atlantic Records, onde tiveram que se comportar. John Sinclair foi preso por oferecer maconha a um policial de folga. A banda lançou o seu segundo álbum, Back In The USA em 15 janeiro de 1970, o seu primeiro álbum de estúdio. O seu terceiro álbum, High Time, foi lançado em 6 de julho de 1971. A Atlantic Records abandonou a banda devido a baixa vendagem dos 2 álbuns. Em 13 de fevereiro de 1972, Michael Davis deixou a banda e foi substituído por uma série de baixistas. Os membros restantes gravaram as músicas "Gold Rush" e "Inside Out" em Londres para a trilha sonora do filme Gold. Essa foi a sessão final de gravação da banda.

 

O MC5 foi reduzida a Kramer e Smith em turnê com Ritchie Dharma na bateria e Derek Hughes no baixo. Eles se reuniram para um show de despedida em 31 de dezembro de 1972 no Grande Ballroom. O local que alguns anos antes hospedava mais de mil fãs ansiosos, agora tinha algumas dezenas de pessoas e, perturbado, Kramer deixou o palco depois de algumas músicas. A banda se dissolveu pouco depois do show. Rob Tyner sofreu um ataque cardíaco e morreu em 1991, e Fred Smith também morreu em 1994 da mesma forma. Em 2003 os membros remanescentes Wayne Kramer, Dennis Thompson e Michael Davis reformaram a banda com o nome DKT/MC5. A banda se apresenta desde então com participações especiais de vocalista e segundo guitarrista. Um dos shows da banda foi documentado no DVD Sonic Revolution: A Celebration of the MC5 - Live at London's 100 Club. A banda se apresentou acompanhada nos vocais por Mark Arm, vocalista do Mudhoney no Festival Campari Rock em São Paulo em  2005. Em 2006, o MC5 foi induzido no Michigan Rock and Roll Legends Hall of Fame. Em 17 de fevereiro de 2012, Michael Davis morreu de insuficiência hepática aos 68 anos. 

 Rockdigital