Mike Oldfield

Michael Gordon Oldfield nasceu em Reading, Berkshire, no dia 15 de Maio de 1953. É um músico e compositor inglês de rock progressivo. Oldfield aprendeu sozinho a tocar violão. A sua carreira começou em seus primeiros anos de adolescência, tocando violão em clubes locais em Reading. Em 1967, Oldfield e sua irmã Sally, formaram a dupla folclórica The Sallyangie e assinaram um contrato com a Transatlantic Records. O álbum, Children of the Sun, foi lançado em 1968. Depois que o The Sallyangie se separou, Oldfield formou outro duo Barefoot com seu irmão Terry, tocando rock. Em 1970, Oldfield se juntou ao The Whole World. Em setembro de 1971, como músico e baixista do Arthur Louis Band, ele assinou um contrato solo com a Virgin Records. O seu álbum de estreia, Tubular Bells foi lançado em 25 de maio de 1973. Oldfield tocou mais de vinte instrumentos diferentes durante a gravação. No Reino Unido o álbum alcançou a trigésima quarta posição. A faixa-título entrou no Top 10 dos EUA depois que foi usada no filme The Exorcist em 1973. O seu segundo álbum, Hergest Ridge, foi lançado em 1974 e ficou em primeiro lugar no Reino Unido por três semanas. Oldfield recebeu o Grammy de Melhor Composição Instrumental com "Tubular Bells” do álbum, Theme from The Exorcist.

 

A versão de 1976 de "Portsmouth", de Oldfield, continua sendo seu single de melhor desempenho na parada de singles do Reino Unido, alcançando a terceira posição. Em 1979, Oldfield tocou a trilha sonora do filme The Space Movie, que celebrava o décimo aniversário da missão Apollo 11. Em 1981, Oldfield foi convidado a compor uma peça para o casamento real do Principe Charles e Lady Diana, intitulado "Royal Wedding Anthem". Oldfield começou a compor, com uma série de colaborações com vários vocalistas ao lado de seus solos de guitarra característicos. A sua composição mais bem sucedida nas paradas pop da Billboard nesse período foi a canção "Family Man" interpretada por Hall & Oates, que foi lançado como o terceiro single do álbum, ele alcançou o Top 10. O seu décimo segundo álbum, Earth Moving, foi lançado em julho de 1989 e foi um sucesso moderado. O álbum foi o primeiro a consistir apenas de canções rock e pop, e foi um momento de muito atrito com sua gravadora. O seu décimo quinto álbum, Tubular Bells II, foi o seu primeiro trabalho com a Warner Bros.. Em 1994, o asteroide, 5656 Oldfield, recebeu esse nome em homenagem ao músico.

 

Tubular Bells III foi o seu décimo oitavo álbum, lançado em 1998 pela Warner Music UK. Uma sequência do álbum Tubular Bells de 1973 para comemorar o seu vigésimo quinto aniversário. Em 2003, a Oldfield lançou o álbum, Tubular Bells 2003, uma regravação do original. O álbum foi feito para consertar muitas imperfeições do original devido às tecnologias de gravação do início dos anos 70 e às limitações de tempo que ele poderia passar no estúdio de gravação. O álbum duplo, Light + Shade, foi o primeiro trabalho lançado pela Mercury Records em 26 de setembro de 2005. Em março de 2008, Oldfield lançou seu primeiro álbum clássico, Music of the Spheres. O álbum liderou a parada de clássico do Reino Unido e alcançou o número 9 na UK Album Chart. Oldfield se apresentou na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012. O seu vigésimo quinto álbum, Man on the Rocks, foi lançado em 3 de março de 2014 pela Virgin EMI. O álbum marca o retorno de Oldfield para a Virgin, através da fusão da Mercury Records UK e da Virgin Records após a compra da EMI pela Universal Music. O álbum, Return to Ommadawn, foi lançado em 20 de janeiro de 2017 e alcançou a quarta posição na UK Album Chart

 Rockdigital