Ray Charles

Ray Charles  nasceu em Albany, Geórgia no dia  23 de setembro de 1930. Foi um pianista norte-americano e cantor. Charles começou a perder a visão aos quatro anos ou cinco, e ficou cego aos sete anos, aparentemente como resultado de glaucoma. A sua mãe morreu na primavera de 1945, quando Charles tinha 14 anos, e ele decidiu não voltar para a escola após o funeral. Charles se mudou para Jacksonville para morar com Charles Wayne Powell, que tinha sido amigo de sua falecida mãe. Ele tocou piano para bandas no Ritz Theatre em LaVilla por mais de um ano. Ele começou a construir uma reputação de músico talentoso em Jacksonville. Aos 16 anos, ele se mudou para Orlando, onde vivia na pobreza. Charles finalmente começou a escrever arranjos para uma banda de música pop e, no verão de 1947, ele se mudou para Tampa, e foi pianista para a Honey Dippers de Charles Brantley. Ele seguiu seu amigo Gossie McKee até Seattle, Washington, em março de 1948. Com Charles no piano, McKee na guitarra e Milton Garrett no baixo, o trio McSon começou a tocar no turno da manhã. Em abril de 1949, ele e sua banda gravaram "Confession Blues", que se tornou seu primeiro sucesso nacional, subindo para o segundo lugar na Billboard R&B Chart. Após o sucesso de seus dois primeiros singles, Charles se mudou para Los Angeles em 1950 e passou os anos seguintes em turnê com o músico de blues Lowell Fulson como seu diretor musical. Durante sua estada em Miami, Charles foi obrigado a permanecer na segregada mas próspera comunidade negra de Overtown. Depois de assinar com a Swing Time Records, ele gravou mais dois sucessos de R&B. 

 

A Swing Time fechou no ano seguinte, e Ahmet Ertegun o contratou para a Atlantic Records em junho de 1952. No final de 1954, Charles gravou "I've Got a Woman" se tornou um de seus sucessos mais notáveis, alcançando a segunda posição na Billboard R&B Chart. O seu primeiro álbum, Ray Charles, foi lançado em junho de 1957. O seu segundo álbum, The Great Ray Charles, foi lançado em agosto de 1957, e foi um álbum de jazz instrumental. O seu quarto álbum, Yes Indeed!!, foi lançado em outubro de 1958. Ele contratou um grupo de cantoras, a The Cookies, e as rebatizou de The Raelettes. O seu sexto álbum, What'd I Say, foi lançado em 19 de outubro de 1959. Para muitos historiadores, a canção foi o início da soul music. Seu contrato com a Atlantic expirou em 1959, e ele assinou com a ABC-Paramount em novembro de 1959. O seu décimo segundo álbum, The Genius Hits the Road, foi lançado em setembro de 1960. O single "Georgia on My Mind" alcançou o topo na Billboard Hot 100. Ele ganhou quatro Grammy Awards, incluindo dois por "Georgia on My Mind" na categoria de Melhor Gravação ou Faixa de Performance Vocal, Masculino e Melhor Performance de um único artista pop. O seu primeiro álbum de coletâneas, Ray Charles Greatest Hits, foi lançado em 1961, e ele ganhou um Grammy Awards pelo single "Hit the Road Jack" de Melhor Gravação de Rhythm and Blues. No final de 1961, Charles expandiu seu pequeno conjunto de estrada para uma big band, em parte como uma resposta ao aumento dos royalties e taxas das turnês. A versão da canção "I Can't Stop Loving You" liderou as paradas pop por cinco semanas, ficou em primeiro lugar na parada de R&B por dez semanas, e deu a ele seu único número 1 no Reino Unido. Em 1962, ele fundou sua gravadora, a Tangerine, que a ABC-Paramount promoveu e distribuiu. Em 1964, Margie Hendricks foi expulsa da The Raelettes após uma discussão.

 

Em 14 de julho de 1973, Margie Hendrix, a mãe do filho de Ray, Charles Wayne Hendrix, morreu aos 38 anos de overdose de heroína. Em 1974, Charles deixou a ABC Records e gravou vários álbuns em seu próprio selo, a Crossover Records. Em abril de 1979, sua versão de "Georgia on My Mind" foi proclamada a canção do estado da Geórgia. Em 1980, Charles atuou no filme musical The Blues Brothers. Em 1981, ele recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood. Charles foi um dos primeiros a ser incluído no Rock and Roll Hall of Fame em sua cerimônia inaugural, em 1986. Em 1987, ele recebeu o Grammy Lifetime Achievement Award. Charles voltou às paradas de R&B com um cover de "I'll Be Good to You", em um dueto com a cantora Chaka Khan, que alcançou o primeiro lugar na parada de R&B em 1990 e ganhou um Grammy Awards por seu dueto. Sua última aparição pública foi em 30 de abril de 2004, na dedicação de seu estúdio musical como um marco histórico em Los Angeles. Em 2003, Charles passou por uma cirurgia de substituição do quadril bem-sucedida e planejava voltar em turnê, até começar a sofrer de outras doenças. Ele morreu em sua casa em Beverly Hills, Califórnia, de complicações resultantes de insuficiência hepática, no dia 10 de junho de 2004, aos 73 anos de idade. Seu último álbum, Genius Loves Company, lançado dois meses após sua morte, consiste em duetos com admiradores e contemporâneos. O álbum ganhou oito Grammy Awards, incluindo Melhor Álbum Pop Vocal, Álbum do Ano, Gravação do Ano e Melhor Colaboração Pop com Vocais para "Here We Go Again", com Norah Jones, e Melhor Performance Gospel para "Heaven Help Us All", com Gladys Knight. Os prêmios Grammy Awards de 2005 foram dedicados a Charles. Em 2015, Charles foi induzido no Rhythm and Blues Music Hall of Fame