Tracy Chapman

Tracy Chapman nasceu em Cleveland, Ohio no dia 30 de Março de 1964. É uma cantora norte-americana de pop rock, blues, folk e soul. Chapman começou a tocar guitarra e escrever canções com a idade de oito. Ela se formou na Wooster School em Connecticut, e depois frequentou a Universidade Tufts. Graduou-se com um grau de BA na antropologia e em estudos africanos. Durante a faculdade, Chapman começou tocar nas ruas em Harvard Square e no Club Passim, o Nameless Coffeehouse, e outros cafés em Cambridge, Massachusetts. Ela fez sua estreia nos palcos abrindo um show para Women's music da pioneira Linda Tillery do movimento feminista, no Strand Theatre de Boston em 3 de maio de 1985. Outro estudante da Tufts, Brian Koppelman, ouviu Chapman tocar e mostrou a seu pai, Charles Koppelman, diretor da SBK Publishing, que assinou um contrato com Chapman em 1986. Depois que Chapman se formou na Tufts em 1987, ele a ajudou a assinar um contrato com a Elektra Records e em 1988, ela lançou o seu álbum de estreia, Tracy Chapman. O álbum foi aclamado pela crítica, e ela começou a fazer turnês e a construir uma base de fãs.

 

O single "Fast Car" começou a sua ascensão nas paradas dos EUA logo depois que ela se apresentou no concerto televisivo Nelson Mandela 70th Birthday Tribute em junho e tornou-se um hit pop número 6 na Billboard Hot 100. A revista Rolling Stone classificou a canção número 167 em sua lista de 2010 das 500 Grandes canções de todos os tempos. É a canção com classificação mais elevada escrita e executada por uma mulher e ganhou três Grammy Awards, incluindo uma honra para Chapman como Melhor Artista Novo. Mais tarde, em 1988, Chapman foi uma artista de destaque na turnê da Organização Mundial de Direitos. De acordo com o site da VH1, "Seu álbum ajudou a inaugurar a era do politicamente correto, juntamente com 10.000 Maniacs e o R.E.M.. Seu segundo álbum Crossroads de 1989 foi menos bem sucedido comercialmente. Em 1992 no álbum Matters of the Heart, Chapman estava tocando para um público pequeno e dedicado. Seu quarto álbum New Beginning de 1995 foi bem sucedido. O álbum incluía o single "Give Me One Reason", que ganhou o Grammy de Melhor Canção de Rock em 1997, e tornou-se o single de maior sucesso de Chapman até à data, atingindo o terceiro lugar na Billboard Hot 100.

 

Depois de um hiato de quatro anos, seu quinto álbum, Telling Stories, foi lançado em 2000. Chapman visitou a Europa e os EUA em 2003 para apoiar seu sexto álbum, Let It Rain. Para apoiar seu sétimo álbum de estúdio, Where You Live de 2005, Chapman visitou grandes cidades dos EUA em outubro e em toda a Europa durante o restante do ano. A Where You Live Tour foi estendida até 2006. Chapman compôs música para Blood Knot, uma peça sobre o apartheid na África do Sul, encenada no início de 2008. A Atlantic Records lançou o oitavo álbum de estúdio de Chapman, Our Bright Future em 2008. Chapman foi nomeado um membro do júri de Documentário do Festival de Cinema de Sundance de 2014. Chapman tocou "Stand By Me" no Late Show with David Letterman em abril de 2015. O desempenho se tornou um hit viral e foi o foco de vários artigos de notícias. Em 20 de novembro de 2015, Chapman lançou seu álbum Greatest Hits. Composto por 18 faixas, incluindo a versão ao vivo de "Stand By Me", o álbum foi a primeira compilação global da Chapman. 

 Rockdigital