Aphrodite's Child

 

Foi uma banda grega de rock progressivo. Vangelis Papathanassiou e Demis Roussos já tinham tido sucesso na Grécia, tocando nas bandas The Forminx e Idols, quando se juntaram a Loukas Sideras e Silver Koulouris para formar uma nova banda. O nome da banda foi derivado do título de uma faixa de Dick Campbell do seu álbum, Sings Where It At. Sua primeira gravação como banda foi para o álbum, In Concert and in Studio, de George Romanos, onde tocaram em quatro músicas e foram creditados como Vangelis and his Orchestra. Koulouris teve que ficar na Grécia para cumprir seu serviço militar, enquanto a banda, a caminho de Londres, ficou presa em Paris porque não tinham as permissões de trabalho corretas e também por causa das greves associadas aos eventos de maio de 1968. Em Paris, a banda assinou com a Mercury Records e foram batizados Aphrodite's Child, pelo produtor lou reizner da Mercury, lançando o single "Rain and Tears". Com essa música, a banda se tornou uma sensação da noite para o dia na França e em vários outros países europeus em que o single teve um bom desempenho e alcançou o Top 30 na UK Singles Chart.

 

O seu primeiro álbum, End of the World, foi lançado em fevereiro de 1968. A banda começou a turnê pela Europa. Para o segundo álbum, a banda viajou para Londres para gravar nos Trident Studios. O primeiro single do álbum, "Let Me Love, Let Me Live", foi lançado em novembro. O seu segundo álbum, It's Five O'Clock, foi lançado em janeiro de 1970. Após o segundo álbum, a banda começou a turnê novamente, desta vez sem Vangelis, que preferia ficar em Paris e gravar a música do filme Sex Power de Henry Chapier. Vangelis foi substituído no palco por Harris Halkitis. O ano de 1970 passou com a banda promovendo seu último álbum e Vangelis trabalhando em seu primeiro projeto de filme. A banda lançou o single "Spring, Summer, Winter and Fall" em agosto de 1970. A banda começou a trabalhar no seu terceiro álbum no estúdio Europa Sonor, em Paris, no final de 1970. Koulouris, tendo terminado seu serviço no exército grego, voltou à banda. No entanto, as relações entre os membros da banda estavam em declínio. Após a conclusão do terceiro álbum, a Mercury Records se recusou a lançá-lo, objetando seu material não comercial.

 

Em 1971, a banda organizou uma festa de aniversário de um ano no Europa Sonor, para protestar contra o lançamento do álbum. Durante esse período, a banda se separou. Vangelis, Sideras e Roussos lançaram os seus álbuns solo de estréia. A Mercury concordou em lançar o álbum em sua subsidiária de rock progressivo, a Vertigo Records. O seu terceiro álbum, 666, foi lançado em junho de 1972, como um álbum duplo, O álbum não teve sucesso comercial e falhou nas paradas e o single "Babylon"/"Break" entrou apenas nas paradas holandesas na vigésima quarta posição. Roussos teve uma próspera carreira solo como cantor pop, e Vangelis se tornou um artista de música eletrônica altamente considerado. O trabalho de Vangelis, compondo trilhas sonoras de filmes, trouxe-lhe muito sucesso pelas próximas três décadas, incluindo um Oscar de Chariots of Fire. Demis Roussos morreu na manhã de 25 de janeiro de 2015, de câncer de estômago, câncer de pâncreas e fígado. Koulouris trabalhou com Roussos e Vangelis na ocasião, enquanto Sideras seguiu uma carreira solo menos bem-sucedida. 

 

 Rockdigital