demis.jpg
Demis Roussos

Artemios Ventouris Roussos nasceu na Alexandria no dia 15 de junho de 1946. Foi um cantor grego. Quando criança, Roussos estudou música e se juntou ao coro bizantino da Igreja Grega em Alexandria. Seus pais perderam seus pertences durante a Crise de Suez e decidiram se mudar para a Grécia. Após se estabelecer na Grécia, Roussos participou de uma série de grupos musicais começando com os Idols aos 17 anos, onde conheceu Evángelos Papathanassíou, mais tarde conhecido como VangelisLoukas Sideras. Depois disso, ele se juntou ao Athens, outra banda cover que teve sucesso limitado na Grécia. Roussos alcançou um público mais amplo em 1967, quando se juntou à banda de rock progressivo Aphrodite's Child, com Vangelis e Sideras, inicialmente como cantor, mas depois também tocando baixo, obtendo sucesso comercial na França e em outras partes da Europa de 1968 a 1972. Eles se mudaram para Londres para entrar no cenário musical internacional, mas foi recusado em Dover devido a problemas de visto. Eles se retiraram para Paris, onde decidiram ficar, assinando um contrato de gravação com a Philips Records. Suas primeiras sessões de gravação foram adiadas pela greve geral de maio de 1968, e no mesmo ano, a canção "Rain and Tears" foi lançada em toda a Europa. A música apareceu no seu primeiro álbum da banda, End of the World, que foi lançado em outubro de 1968. O estilo vocal operístico de Roussos ajudou a impulsionar a banda para o sucesso internacional.

 

O seu terceiro e último álbum da banda, 666, lançado em junho de 1972, baseado em passagens do Livro do Apocalipse, que se tornou um clássico cult do rock progressivo. Depois que o Aphrodite's Child acabou, Roussos continuou a gravar esporadicamente com seu ex-colega de banda, Vangelis. Em 1970, os dois lançaram o álbum de trilha sonora de filmes Sex Power, o álbum também foi creditado a Aphrodite's Child, e mais tarde gravaram o álbum Magic, lançado em  1977. A colaboração de maior sucesso foi "Race to the End", uma adaptação vocal do tema musical do filme Chariots of Fire, vencedor do Oscar com trilha sonora de VangelisRoussos também participou da trilha sonora de Vangelis para o filme Blade Runner em 1982. Roussos começou a sua carreira solo com a canção "We Shall Dance" em 1971, que foi um sucesso na Holanda e na Bélgica. Seu single "Forever and Ever" liderou as paradas em vários países em 1973, e foi nº 1 na UK Singles Chart em 1976. Seu primeiro single no Reino Unido nas paradas foi em 1975, "Happy to Be on an Island in the Sun", alcançando o quinto lugar nas paradas. Sua popularidade no resto da Europa, menos no Reino Unido, fascinou o produtor John King da BBC TV, que fez o documentário The Roussos Phenomenon em 1976. A Philips Records lançou um álbum de quatro canções com o mesmo nome, e foi a primeira vez que alcançou o topo na UK Singles Chart. Em 1973, Roussos fez uma de suas primeiras aparições na TV no The Basil Brush Show. Em 1978, ele teve seu único hit disco "LOVE (Got A Hold Of Me)". 

 

Em 1980, ele teve um sucesso com o cover de "Lost in Love" do Air Supply, cantada em dueto com Florence Warner. Em 1989, ele gravou a música "Young Love", um dueto com o cantor e compositor alemão Drafi Deutscher, que foi lançado como single na Alemanha e alcançou o segundo lugar no programa de TV alemã ZDF-Hitparade em outubro daquele ano. Roussos continuou a gravar e a fazer turnês. Em 2002, ele fez uma turnê pela Inglaterra quando a sua coletânea, Forever and Ever - Definitive Collection, alcançou a posição 17 na UK Albums Chart. Um seguidor comprometido da fé ortodoxa grega, ele cantou como convidado em várias igrejas na Grécia e em todo o mundo, incluindo a França. O seu álbum ao vivo, Demis Roussos - Live in Brasil, foi lançado em 2006. Roussos retornou, gravando o seu último álbum de estúdio, Demis, lançado em 11 de maio de 2009. Um mês antes de sua morte, Roussos selecionou as faixas para uma compilação oficial em CD do trabalho de sua vida, incluindo notas de seus dois filhos Emily e Cyril. O CD, Demis Roussos Collected, foi lançado em março de 2015. Demis Roussos faleceu na manhã do dia 25 de janeiro de 2015, de câncer de estômago, câncer de pâncreas e câncer de fígado, enquanto estava hospitalizado no Hospital Ygeia em Atenas, na Grécia. O asteróide 279226 Demisroussos, descoberto pelo astrônomo amador russo Timur Krjačko na estação Zelenchukskaya em 2009, foi nomeado em sua homenagem, e foi publicada pelo Minor Planet Center em 14 de maio de 2014.