defalla.jpg
DeFalla

Foi uma banda brasileira de rock and roll. Formada em Porto Alegre, RS em 1985, a banda foi batizada em homenagem ao compositor erudito espanhol Manuel de Falla (1876-1946), sugerido pelo baixista da banda, Carlo Pianta. A banda ficou reconhecida pelas irreverentes mudanças em suas formações, seu estilo musical e sua apresentação estética. Inseriu-se no cenário do rock inicialmente no circuito alternativo de Porto Alegre e mais tarde em São Paulo e Rio de Janeiro, onde influenciou e abriu espaço a uma geração de músicos e bandas nacionais. A primeira formação do DeFalla contava com Carlo Pianta no baixo, Edu K no vocal e guitarra, Biba Meira na bateria, que fizeram uma participação no álbum de coletânea gaúcha, Rock Grande do Sul em 1986. Pianta saiu da banda pouco antes da gravação do primeiro álbum da banda, abrindo espaço para o guitarrista Castor Daudt e o baixista Flávio Flu Santos, ambos da extinta banda Urubu Rei. O seu primeiro álbum, Papaparty, foi lançado em 1987 e seu segundo álbum, It's Fuckin' Borin' to Death, foi lançado em 1988 pela Plug/BMG, quando Biba Meira sai da banda e a bateria é assumida pelo guitarrista Castor Daudt, e Marcelo Truda assume as guitarras ao lado de Edu K, gravando o álbum ao vivo, Screw You!, lançado em 1989 pela Devil Discos.

 

O vídeo da canção “Screw You!” foi filmado ainda com a baterista Biba. A versão final do vídeo só foi ao ar em 1991, devido a dificuldades de edição. As mudanças musicais se tornam evidentes com o estilo hard rock/heavy metal no seu terceiro álbum de estúdio, We Give a Shit! (Kickin' Ass for Fun), lançado em 1990 pela Cogumelo Records. O seu quarto álbum, Kingzobullshitbackinfulleffect92, foi lançado em 1992, que foi uma fusão de MPB com rock, e funk, puxando mais para o hip hop, com a entrada de Marcelo Fornazier na guitarra. A Revista Bizz de 1992 indicaria os prêmios de Melhor Grupo ao DeFalla, Melhor Disco para Kingzobullshitbackinfulleffect92 e Melhor Letrista e Vocalista para Edu K, além de consideráveis posições nas categorias Melhor Música Nacional em 4º lugar e Melhor Capa em 2º lugar. A banda participou do Festival Hollywood Rock em 1993. Logo em seguida o vocalista Edu K sai da banda e segue em carreira solo, sendo substituído por Tonho Crocco. Nessa época a banda se apresentava com o nome D.Fhala. O seu quinto álbum, D.Fhala Top Hits, foi lançado em 1995, e a banda encerra as suas atividades. Já sem os integrantes originais, o vocalista e fundador do DeFalla, Edu K retoma as atividades da banda em 1996, na chamada fase Fire ou também Marilyn Manson, por sua estética e sonoridade exóticas.

 

Nesta época o DeFalla adere uma maquiagem pesada, androgina e o som bastante eletrônico. A banda foi composta pelo baixista Z e a baterista Paula Nozzari. O seu sexto álbum, Miami Rock 2000, foi lançado em 2000 pela Epic Records, com o hit “Popozuda Rock'n'Roll” nas rádios e programas de TV de todo o país, duramente criticado por diversos fãs tradicionais da banda. Mais tarde o DeFalla ainda arriscaria o glam rock e o hardcore melódico no seu sétimo álbum, Superstar, lançado em 2001 e relançado em 2003, e o álbum, Soda Pop, também de 2003, que não foi lançado oficialmente. Em 2004, o DeFalla retorna aos palcos para um show comemorativo de 20 anos de carreira no Circo Voador com sua formação clássica, Biba Meira, Castor Daudt, Flávio Flu Santos e Edu K, e com a participação dos guitarristas Rafael Crespo e Peu Sousa. Em 2011, foi realizado o show de comemoração de 25 anos da banda, com uma série de shows pelo país com essa formação, inclusive no Festival Porão do Rock em Brasília ao lado de atrações internacionais. O baixista Flu saiu da banda, sendo substituído pelo fundador Carlo Pianta, que participou da finalização do seu oitavo álbum, Monstro, lançado em 2016 pela Deckdisc. A tour de lançamento do álbum passou pelas principais capitais e cidades do país em 2016, até o novo término da banda, anunciado em sua página oficial no Facebook, no dia 16 de novembro de 2016.