gary.jpg
Gary Glitter


Paul Francis Gadd nasceu em Banbury, Oxfordshire no dia 8 de maio de 1944, é um cantor e compositor inglês de glam rock. Quando tinha 16 anos, Gadd já se apresentava em clubes de Londres. A sua carreira cresceu à medida que se apresentava em locais como os Two I'sSohoLaconda e no Safari Clubs. Ele teve sua primeira chance quando o produtor de cinema Robert Hartford-Davis o descobriu e financiou uma sessão de gravação na Decca Records. Em janeiro de 1960, aos 15 anos, sob o nome artístico de Paul Raven, ele lançou o seu primeiro single, "Alone in the Night". Um ano depois, Raven assinou um novo contrato de gravação com a Parlophone e trabalhou com o produtor musical George Martin, antes da associação de Martin com os Beatles. Martin produziu dois singles, "Walk on Boy" e "Tower of Strength". Em 1964, Raven foi trabalhar como assistente e tocar no aquecimento do programa de TV de música britânica Ready Steady Go!. Ele fez vários comerciais de TV e testes para filmes. No decorrer dessas atividades conheceu o arranjador e produtor musical Mike Leander, que ajudou a reviver sua carreira. Raven se juntou ao Mike Leander Show Band no início de 1965. Depois que o grupo de Leander se desfez, Raven formou o Boston International, e passou os cinco anos seguintes viajando pelo Reino Unido e Alemanha Ocidental.

 

Em 1970, o seu nome mudou brevemente para Paul Monday. O  movimento glamour rock decolou em 1971, e ele adotou o novo nome artístico de Gary Glitter. O seu primeiro álbum, Glitter, foi lançado em 3 de março de 1972 pela Bell Records. O single "Rock and Roll, Parts 2" alcançou o segundo lugar na UK ASingles Chart e alcançou o Top 10 na Billboard Hot 100. Foi um dos poucos singles britânicos de glam rock. Glitter foi apoiado pelos Glittermen e pelos the Glitter Band no palco. Para reforçar sua imagem, ele tinha 30 ternos brilhantes e cinquenta pares de botas prateadas de plataforma. O seu primeiro álbum, Touch Me, foi lançado em 1 de junho de 1973. Foi o álbum mais vendido de Glitter, alcançando a segunda posição na UK Albums ChartGlitter anunciou sua aposentadoria da indústria musical para começar uma vida familiar com seu novo parceiro no início de 1976. Naquele mesmo ano, seu primeiro pacote de sucessos, Greatest Hits, foi lançado em 1975 e alcançou a posição 40 na UK Albums Chart. Em novembro de 1997, Glitter foi preso depois que um técnico descobriu imagens pornográficas de crianças no HD de um laptop que ele havia levado a uma loja de computadores em Bristol para conserto. Outras imagens foram descobertas pela polícia em buscas em suas casas em Londres e Somerset. O seu sétimo álbum, On, foi lançado em setembro de 2001.

 

O álbum foi lançado dois anos após a condenação de Glitter no Reino Unido por posse de pornografia infantil. Após sua condenação, a maioria dos grandes varejistas se recusou a estocar e vender o álbum. Ele enfrentou acusações criminais e deportação de vários países em conexão com abuso sexual infantil real e suspeito. Ele foi deportado do Camboja por suspeita de acusações de abuso sexual infantil em 2002. Depois de se estabelecer no Vietnã, um tribunal vietnamita o considerou culpado de atos obscenos com menores em 2006. Depois de cumprir sua pena, pelo menos 19 países, incluindo Cuba, Camboja e Filipinas, anunciaram que recusariam a entrada de Glitter. Ele foi deportado de volta para o Reino Unido e desembarcou no dia 22 de agosto de 2008, onde foi colocado no Registro de Criminosos Sexuais para sempre. Em outubro de 2012, ele foi preso novamente. Ele foi libertado sob fiança, mas acabou sendo acusado, em junho de 2014, de crimes sexuais históricos contra crianças. Em 5 de fevereiro de 2015, ele foi considerado culpado de tentativa de estupro, quatro acusações de agressão indecente e uma de fazer sexo com uma garota menor de 13 anos entre 1975 e 1980. Em 27 de fevereiro de 2015, ele foi condenado a um total de 16 anos de prisão. Em novembro de 2015, foi anunciado que suas performances no Top of the Pops da BBC não seriam mostradas novamente.