Robert Palmer

Robert Allen Palmer nasceu em Batley, na Inglaterra no dia 19 de janeiro de 1949. Foi um cantor e compositor, instrumentista e produtor musical britânico. Em 1949, Palmer se mudou com a família de Batley, para Scarborough. Influenciado quando criança pelo blues, soul e jazz na American Forces Radio, Robert Palmer ingressou em sua primeira banda, a The Mandrakes, aos 15 anos de idade, ainda na Scarborough High School for Boys. Sua primeira grande chance veio com a saída da cantora Jess Roden da banda The Alan Bown Set em 1969, após a qual Palmer foi convidado a Londres para cantar o single "Gypsy Girl". Os vocais para o álbum, The Alan Bown Set!, originalmente gravado por Roden e lançado nos EUA dessa maneira, foi regravado por Palmer após o sucesso do single. Em 1970, Palmer se juntou à banda de jazz e rock Dada, que contava com a cantora Elkie Brooks e seu marido Pete Gage. Depois de um ano, eles formaram a banda de soul / rock, Vinegar Joe, e se separarem em março de 1974. A Island Records assinou com Palmer um contrato solo em 1974. Seu primeiro álbum solo, Sneakin 'Sally Through the Alley, foi gravado em 1974.

 

O álbum alcançou o Top 100 nos EUA. Depois de se mudar com sua esposa para a cidade de Nova York, Palmer lançou o single Pressure Drop em novembro de 1975. Palmer decidiu se mudar para Nassau, Bahamas, do outro lado da rua do Compass Point Studios. Em 1978, ele lançou o álbum, Double Fun, uma coleção de rock influenciado pelo Caribe. O álbum alcançou o Top 50 na parada da Billboard nos EUA e o single "Every Kinda People", de Andy Fraser, chegou a posição 16 na Billboard Hot 100. O seu quinto álbum solo, Secrets, foi lançado em 1979. Lançado em 1980, o álbum, Clues, alcançou o número 59 na parada de álbuns pop da Billboard em 1980. O sucesso foi repetido com o lançamento do EP, Some Guys Have All the Luck, lançado em 1982. O seu sétimo álbum, Pride, foi lançado em março de 1983. Quando o Duran Duran entrou em hiato, o guitarrista Andy Taylor e o baixista John Taylor se juntaram a Palmer  e ao Tony Thompson, ex- baterista do Chic, e formaram a banda Power Station. O álbum homônimo, alcançou o Top 20 no Reino Unido e o Top 10 nos EUA. A banda fez uma turnê e tocou no Live Aid, e depois Palmer abandonou a turnê.

 

Ele gravou o álbum, Riptide, em 1985. O single "Addicted to Love" alcançou o topo das paradas nos EUA e o número 5 do Reino Unido. Em setembro de 1986, Palmer tocou "Addicted to Love" no MTV Video Music Awards de 1986 em Los Angeles. Em 1987, ele ganhou o Grammy de Melhor Performance Vocal Masculina de Rock por "Addicted to Love". Preocupado com o aumento da criminalidade em Nassau, Palmer mudou-se para Lugano, na Suíça, em 1987 e montou seu próprio estúdio de gravação. Produzindo o álbum, Heavy Nova, lançado em 1988. A música "Simply Irresistible", alcançou o número 2 nos EUA. A revista Rolling Stone elegeu Palmer a estrela do rock mais bem vestida de 1990. Em 1995, Palmer lançou um álbum de grandes sucessos, que alcançou o número 4 no Reino Unido. Também em 1995 ele se reuniu com outros membros da Power Station para gravar um segundo álbum. O baixista John Taylor acabou desistindo do projeto, e foi substituído por Bernard Edwards. A banda completou o álbum, Living in Fear, que foi lançado em 1996, e tinham começado a turnê quando Edwards morreu de pneumonia. Robert Palmer morreu de ataque cardíaco em um quarto de hotel em Paris em 26 de setembro de 2003, aos 54 anos. 

 Rockdigital