Silverchair

É uma banda australiana de grunge e rock alternativo. Em 1992, os colegas de turma do ensino fundamental, Daniel Johns e Ben Gillies começaram a tocar juntos. Quando entraram para a Newcastle High School, os seus colegas Chris Joannou e Tobin Finnane também entraram para a banda como baixista e guitarrista. O quarteto formou a banda Innocent Criminals, que tocava cover de bandas de rock. Mais tarde, Tobin Finnane se mudou para a Inglaterra por causa do trabalho de seu pai. Eles passaram a fazer alguns concertos na região de Hunter Valley, mas não foram muito bem sucedidos na competição Youthrock em 1994, destinada a bandas escolares. A banda deslanchou em 1994, após vencer a competição nacional Pick Me, realizada pelo programa de TV Nomad da rede SBS e pela rádio alternativa Triple J, com a canção "Tomorrow". O nome da banda vem da obra de C.S. Lewis, As Crônicas de Nárnia: A Cadeira de Prata (The Silver Chair). A banda assinou um contrato para a gravação de três álbuns com a Sony Music, e sua gravação da rádio Triple J, a canção "Tomorrow" foi lançada em agosto de 1994 como um single que permaneceu no topo da parada da Austrália por seis semanas. Em 1995, uma versão regravada do single e um novo vídeo foram lançados para o mercado norte-americano, tornando-se a canção mais tocada nas rádios daquele país naquele ano.

 

O seu primeiro álbum, Frogstomp, foi lançado em 1995. Todos os integrantes da banda tinham apenas quinze anos e ainda estavam no segundo grau. O álbum foi bem recebido e alcançou o topo na Austrália e na Nova Zelândia, e ficou entre no Top 10 na Billboard 200. A banda entrou em turnê com o Red Hot Chili Peppers e tocaram no teto da Radio City Music Hall, enquanto ainda continuavam a estudar em Newcastle. O seu segundo álbum, Freak Show, foi lançado no dia 4 de fevereiro de 1997. O álbum alcançou o topo na ARIA Charts na Austrália e na posição 12 na Billboard 200. O seu terceiro álbum, Neon Ballroom, lançado em 8 de março de 1999. Em 21 de janeiro de 2001, a banda tocou no Rock in Rio III, no Brasil. Após a turnê, a banda anunciou que tiraria uma folga de doze meses. O contrato de três álbuns com a Sony Music havia terminado, e a banda assinou com a Atlantic Records, e lançaram o seu próprio selo, a Eleven: A Music Company, para o mercado da Austrália e da Ásia. Após o anúncio, a Sony lançou o álbum, The Best of Volume 1, sem o consentimento da banda. O seu quarto álbum, Diorama, lançado em 31 de março de 2002. O primeiro single "The Greatest View" foi lançado na Austrália no início de dezembro para coincidir com a aparição da banda na Big Day Out Tour

 

O álbum foi um sucesso no ARIA Awards de 2002, ganhando cinco prêmios, incluindo Melhor Álbum de Rock e Melhor Grupo. Após a premiação, a banda anunciou que iria dar um tempo. Após o desatre do tsunami no final de 2004, o Silverchair se reuniu em um concerto beneficente no Wave Aid em Sydney em 2005. Ao mesmo tempo, a banda decidiu se reunir novamente. O seu quinto álbum, Young Modern,  de forma independente, para diminuir as pressões enfrentadas anteriormente quando trabalhavam com uma gravadora. O álbum Young Modern, foi lançado em 30 de março de 2007, bem como o primeiro single, "Straight Lines" e tornou-se o quinto álbum do Silverchair a chegar no topo da parada da ARIA Charts na Austrália. O álbum Young Modern e a música "Straight Lines" ganharam três prêmios cada um no ARIA Music Awards 2007. Em abril de 2010, através do site da banda, Joannou anunciou que tocaria no Festival Groovin the Moo de maio. O concerto final do festival foi em Bunbury, em 15 de maio. No final do ano, o trabalho no álbum havia parado quando cada membro perseguiu outros interesses. Em 25 de maio de 2011, a Silverchair anunciou um hiato indefinido.

 Rockdigital