Steppenwolf

É uma banda de rock americana. Em 1965, John Kay se juntou ao The Sparrows, uma banda de blues de Toronto, formada em 1964 e que tocava em cafés do bairro de Yorkville. Kay foi seguido por Goldy McJohn. Depois, a banda acabou se separando. No final de 1967, Gabriel Mekler pediu a Kay para reformar o The Sparrows e sugeriu a mudança do nome para Steppenwolf, inspirado no romance Der Steppenwolf (O Lobo da Estepe) de Hermann Hesse. Originalmente incluía John Kay, Michael Monarch, Rushton Moreve, Jerry Edmonton e Goldy McJohn. Os dois primeiros singles do Steppenwolf foram "A Girl I Knew" e "Sookie Sookie". O seu terceiro single, "Born to Be Wild", foi lançado em 1968, assim como sua versão de "The Pusher", de Hoyt Axton. Ambas as músicas foram usadas com destaque no filme Easy Rider de 1969. A música atingiu o número dois na Billboard Hot 100. Em 1968, o Steppenwolf se apresentou no Fillmore East com  Buddy Rich and Children of God. Moreve foi demitido do grupo em 1968. Em 27 de novembro de 1968, eles fizeram um concerto com o Iron Butterfly no Baltimore Civic Center. Rob Black substituiu brevemente Moreve.  O segundo álbum, The Second, foi lançado em outubro de 1968, e o single "Magic Carpet Ride" alcançou a terceira posição na Billboard Hot 100. Monarch deixou a banda em agosto de 1969, quando seu relacionamento com Kay se deteriorou.

 

O seu quinto álbum, Steppenwolf 7, foi lançado em novembro de 1970. É o primeiro álbum do Steppenwolf com o novo baixista George Biondo. O seu sexto álbum, For Ladies Only, foi lançado em novembro de 1971. A banda terminou após um show de despedida em Los Angeles no mês de fevereiro de 1972. Kay iniciou uma breve carreira solo, com o álbum, Forgotten Songs. Uma turnê no final do verão e outono de 1972 nos EUA e na Europa, que contou com Kay liderando a banda John Kay Band & Steppenwolf. A formação da banda contou com Goldy McJohn nos teclados e Jerry Edmonton na bateria. Após essa turnê, enquanto Kay gravava seu segundo álbum solo em 1973, McJohn e Edmonton formaram a banda Manbeast. O Steppenwolf foi reformado em 1974. A banda assinou contrato com a Mums Records. O seu sétimo álbum, Slow Flux, foi lançado em agosto de 1974. Em fevereiro de 1975, McJohn foi demitido, e foi substituído por Andy Chapin. O seu oitavo álbum, Hour of the Wolfem, foi lançado em setembro de 1975. Depois que o álbum chegou ao número 155 na Billboard 200, Kay tentou dissolver a banda novamente, mas a Epic Records insistiu que o Steppenwolf gravasse mais um álbum para cumprir suas obrigações contratuais. O seu nono álbum, Skullduggery, lançado em maio de 1976, sem uma turnê para apoiá-lo e, no início do outono de 1976, o Steppenwolf se separou pela segunda vez. 

 

Goldy McJohn e Nick St. Nicholas formaram a banda de reavivamento New Steppenwolf. Embora Kay e Edmonton tivessem originalmente licenciado o uso do nome New Steppenwolf, eles posteriormente processaram por quebra de contrato. St. Nicholas concordou em interromper o uso do nome em 1980. A John Kay & Steppenwolf gravou o seu primeiro álbum, Wolftracks, que foi lançado em 1982, e foi um dos primeiros álbuns gravados digitalmente na indústria. Foi gravado ao vivo em um sistema de gravação digital Sony de duas faixas. O baixista Welton Gite, que tocou no álbum, saiu logo após sua conclusão e foi substituído por Gary Link. O seu segundo álbum, Paradox, foi lançado em 1984. Em dezembro de 1984, a banda foi dissolvida e Kay e Wilk decidiram continuar no início de 1985 com um quarteto reduzido. Enquanto a banda foi nomeada após a novela Der Steppenwolf pelo autor alemão Hermann Hesse, que nasceu na Floresta Negra cidade de Calw, a cidade convidou para vir e tocar no Internacional Hermann Hesse Festival 2002, juntamente com outras bandas inspiradas em Hesse. A banda se apresentou no Farewell Concert em 6 de outubro de 2007, no Ripken Stadium em Aberdeen, Maryland. A banda, reunida pelo baixista Gary Link, começou a turnê novamente em junho de 2009. Em 22 de novembro de 2019, John Kay anunciou que o show da banda em 14 de outubro de 2018 foi o último. 

 Rockdigital