Foi um grupo inglês de rock progressivo. Alan Parsons conheceu Eric Woolfson na cantina da Abbey Road Studios no verão de 1974. Parsons já tinha atuado como engenheiro assistente dos Beatles  nos álbuns Abbey Road de 1969 e o álbum, Let It Be de 1970, havia recentemente projetado o álbum The Dark Side of the Moon de 1973 do Pink Floyd, além de vários outros artistas na EMI Records. Os dois artistas se reuniram e formaram o The Alan Parsons Project. O seu primeiro álbum, Tales of Mystery and Imagination, foi lançado em 1 de maio de 1976 nos EUA pela 20th Century Fox Records, e alcançou o Top 40 na Billboard 200. A banda assinou um contrato com a Arista Records. O seu quarto álbum de estúdio, Eve, foi lançado em 27 de agosto de 1979. Foi o primeiro álbum do Alan Parsons Project com o vocalista Chris Rainbow. A canção "Damned If I Do" alcançou a posição 27 na Billboard Hot 100

 

O seu quinto álbum, The Turn of a Friendly Card, foi lançado em novembro de 1980. O hit single "Time" alcançou o número 15 na Billboard Hot 100. Foi a primeira música do Alan Parsons Project a apresentar Eric Woolfson como vocalista principal. O seu sexto álbum, Eye in the Sky, foi lançado em junho de 1982. "Eye in the Sky" foi lançado como single e alcançou o terceiro lugar na Billboard Hot 100. O seu sétimo álbum, Ammonia Avenue, foi lançado em 07 de dezembro de 1983. O single "Don't Answer Me" alcançou o Top 15 na Billboard Hot 100. O single também alcançou o Top 20 em vários países e representa o último grande sucesso do Alan Parsons Project. O vocalista Lenny Zakatek saiu da banda. O seu nono álbum, Stereotomy, foi lançado em novembro de 1985. Foi o último álbum com o baixista David Paton que foi substituído por Laurie Cottle. O seu décimo álbum, Gaudi, foi lançado em janeiro de 1987. Durante a sua produção do que seria o seu décimo primeiro álbum, Freudiana, em 1990. 

 

A versão de estúdio foi produzido por Parsons, mas a ideia de Woolfson para transformá-lo em um musical, levou a um racha entre os dois artistas. Parsons seguiu sua carreira solo e levando muitos membros do Project na estrada pela primeira vez em uma turnê de sucesso em todo o mundo, Woolfson passou a produzir peças musicais influenciados pela música do Project. Em 1981, Parsons, Woolfson e a sua gravadora Arista, haviam parado na renegociação do contrato quando em 5 de março, os dois apresentaram um álbum instrumental provisoriamente intitulado The Sicilian Defence, para sair de seu contrato de gravação. A recusa da gravadora de lançar o álbum conduziu a renovação do seu contrato, e o não lançamento do álbum na época. Em 2013, essa nova banda chamada Alan Parsons se apresentou na Colômbia com a Medellin Philharmonic como Alan Parsons Symphonic Project. Em 2019, o seu sexto álbum, Eye in the Sky, ganhou o Grammy de Melhor Álbum de Áudio Imersivo no 61º Grammy Awards.

The Alan Parsons Project

 Rockdigital