The Cult

 

É uma banda inglesa de hard rock. No fim dos anos 70, Ian Astbury criou a banda Southern Death Cult, uma banda de rock gótico pós-punk. Em 1983, com o fim da banda, Astbury se junta ao guitarrista Billy Duffy, ao baixista Jamie Stewart e ao baterista Ray Mondo, e a banda passa a se chamar Death Cult. O EP Death Cult, foi lançado em julho de 1983. Em setembro do mesmo ano, Mondo deixa a banda e foi substituído por Nigel Preston. Com o novo baterista, o Death Cult lança em outubro de 1983 o single "God Zoo". No dia 13 de Janeiro de 1984, antes de fazerem um programa de TV, Astbury decide que a banda passaria a se chamar The Cult, retirando, assim, a conotação gótica da banda. A seguir, assinam um contrato com a Beggars Banquet. Depois de uma turnê europeia, o seu primeiro álbum, Dreamtime, foi lançado em agosto de 1984. Após esse lançamento, Preston é substituído por Mark Brzezicki. O baterista Les Warner entra no lugar de Brzezicki. O seu segundo álbum, Love, foi lançado em 18 de outubro de 1985. O álbum alcançou o número quatro na UK Albums Chart, e produziu três singles no Top 40 do Reino Unido, "She Sells Sanctuary", "Rain" e "Revolution". 

 

Stewart passou a tocar guitarra base e o baixista Kid Chaos entrou na banda. Discussões entre Astbury e Duffy começaram a abalar a banda. O seu terceiro álbum, Electric, foi lançado em 6 de abril de 1987. O álbum marcou uma mudança  do rock gótico para o hard rock mais tradicional. A banda entrou em turnê por um ano e meio e os problemas de Astbury com o álcool pioraram cada vez mais. Muitos shows, inclusive uma temporada no Japão, foram cancelados. Nessa época, Les Warner saiu da banda. O baterista Mickey Curry foi recrutado, Kid Chaos foi demitido e Stewart retornou ao baixo. O seu quarto álbum, Sonic Temple, foi lançado em 10 de abril de 1989, e teve a participação de Iggy Pop nos vocais na música "New York City". Astbury havia chegado num nível em que o álcool trazia riscos graves para a sua saúde. No final da turnê do álbum, em 1990, Stewart abandonou a banda, e o novo baixista Charlie Drayton foi recrutado. O seu quinto álbum, Ceremony, foi lançado em 23 de setembro de 1991. Em 1993, o baixista Craig Adams e o baterista Scott Garrett são recrutados. O seu sexto álbum, The Cult, foi lançado em 12 de outubro de 1994, e a banda se dissolveu depois de um show no Brasil.

 

Em 2000, decidem se reunir novamente e participam da trilha sonora do filme Gone in 60 Seconds com a faixa "Painted on My Heart". O seu sétimo álbum, Beyond Good and Evil, foi lançado em 05 de junho de 2001. Na sequência, a banda entrou em mais um hiato. Astbury foi chamado para assumir os vocais de The Doors of The 21st Century. Em 2005, o Cult anunciou a volta as atividades e a turnê Return of the Wild. O seu oitavo álbum, Born Into This, foi lançado em 1 de outubro de 2007. Em 25 de Setembro de 2009, iniciaram a digressão europeia Love Live Tour em Lisboa. O seu nono álbum, Choice of Weapon, que deveria ser lançado em 2011, mas a data de lançamento foi adiada para o dia 22 de maio de 2012. O seu décimo álbum, Hidden City, foi lançado em 5 de fevereiro de 2016. A banda também anunciou que contratou o baixista Grant Fitzpatrick como substituto de Chris Wyse. Em apoio ao álbum, o The Cult foi uma das bandas que abriu para o Guns N' Roses no Not in This Lifetime... Tour que começou no dia 1 de abril de 2016. A banda saiu na turnê Revolution 3 Tour pelos EUA em 2017. O The Cult celebrou o 30º aniversário do lançamento do seu quarto álbum Sonic Temple com uma turnê mundial, que começou em 2 de maio de 2019 em Houston, Texas. 

 Rockdigital