The Kinks

Foi uma banda de rock britânica. Em Muswell Hill em Londres, os irmãos Ray e Dave Davies frequentaram a Escola Moderna Secundária William Grimshaw, onde formaram a Ray Davies Quartet, com Pete Quaife e John Start. O Quarteto mudou seu nome para Ramrods, depois para Ravens. O grupo fez um teste sem sucesso para várias gravadoras até o início de 1964. Durante esse período, eles adquiriram um novo baterista, Mickey Willet, que deixou a banda, sendo substituído por Mick Avory pouco antes da banda assinar com a Pye Records. Logo em seguida, os Ravens mudaram o nome para The Kinks. O primeiro single da banda foi um cover da música "Long Tall Sally” do Little Richard. O baterista Bobby Graham foi recrutado na gravação. O single foi lançado em fevereiro de 1964. Quando o segundo single deles, "You Still Want Me" falhou nas paradas, a Pye Records ameaçou anular o contrato do grupo, a menos que seu terceiro single tivesse sucesso. O terceiro single "You Really Got Me", foi lançado em agosto de 1964, e alcançando o topo nas paradas britânicas. Começaram a surgir tensões dentro da banda, em incidentes como a luta no palco entre Avory e Dave Davies no Capitol Theatre, Cardiff, país de Gales, em 19 de maio. Antes do lançamento do álbum, The Kink Kontroversy, Ray Davies sofreu um colapso nervoso e físico, causado pelas pressões das turnês.

 

Quaife foi envolvido em um acidente de carro, e após sua recuperação decidiu deixar a banda, e o baixista John Dalton tornou-se seu substituto oficial. No entanto, Quaife logo mudou de idéia e retornou. No início de 1969, Quaife disse novamente à banda que estava saindo. John Dalton retornou novamente e permaneceu com o grupo até a gravação do álbum Sleepwalker, lançado em 1976. A banda adicionou o tecladista John Gosling à sua formação no início de 1970. Em maio de 1970, Gosling estreou com os Kinks no single "Lola" que se tornou um hit do Reino Unido e Top 10 nos EUA, do oitavo álbum que acompanha o single foi Versus Powerman e Moneygoround, Part One, foi lançado em novembro de 1970. alcançando o Top 40 nos EUA. Logo após o lançamento do nono álbum Percy em 1971, os contratos da banda com a Pye no Reino Unido e a Reprise nos EUA expiraram. Em 1973, Ray Davies entrou em colapso após uma overdose de drogas e foi levado ao hospital. Ele se recuperou, mas a popularidade da banda diminuiu ainda mais. John Dalton deixou a banda, e foi substituído por Andy Pyle. O décimo sexto álbum, Sleepwalker, foi lançado em 1977, alcançando a posição 21 na parada da Billboard. O baixista Andy Pyle e o tecladista John Gosling deixaram a banda em 1978. O tecladista Gordon Edwards foi contratado, mas logo foi demitido e Ian Gibbons foi recrutado para a turnê subsequente e se tornou um membro permanente da banda.

 

O baterista Mick Avory deixou a banda e Bob Henrit foi trazido para substituí-lo. O vigésimo álbum da banda, Word of Mouth, foi lançado em novembro de 1984. Foi o seu último álbum pela Arista, O tecladista Ian Gibbons deixou a banda e foi substituído por Mark Haley. Em 1990, o Kinks foi induzido no Rock and Roll Hall of Fame. A banda assinou contrato com a Columbia Records e lançou o EP Did Ya em 1991, que não conseguiu figurar nas paradas. Após a saída de Mark Haley, Gibbons voltou ao Kinks. A banda foi abandonada pela Columbia em 1994. Eles gradualmente se tornaram menos ativos, levando Ray e Dave Davies a perseguir seus próprios interesses. O Kinks fez sua última apresentação pública em 1996, e o grupo se reuniu para a sua última apresentação em uma festa no aniversário de 50 anos de Dave em 1997. Em junho de 2004, Dave sofreu um derrame ao sair de um elevador, prejudicando temporariamente sua capacidade de falar e tocar violão. Após a recuperação de Dave, os Kinks foi induzido no Hall da Fama do Reino Unido em novembro de 2005. Quaife, que estava em diálise renal há mais de dez anos, morreu em 23 de junho de 2010, aos 66 anos. Em 18 de dezembro de 2015, Ray Davies se juntou a Dave Davies no palco do Islington Assembly Hall, em Londres, para apresentar "You Really Got Me". Em julho de 2019, o tecladista Ian Gibbons morreu após uma batalha contra o câncer. 
 

 Rockdigital