The Shadows

É uma banda britânica de rock instrumental. A banda foi formada na década de 1950 no Reino Unido por grupos de skiffle, um gênero musical com jazzblues e influências de raízes populares. Formada como uma banda de apoio para Cliff Richard, sob o nome The Drifters. Formado por Ken Pavey, Terry Smart na bateria, Norman Mitham na guitarra, Ian Samwell na guitarra e Harry Webb antes de se tornar Cliff Richard na guitarra e vocal. Eles não tinham baixista. Samwell escreveu o primeiro hit, "Move It". Os Drifters assinaram um contrato com o produtor Jack Good, e o produtor Norrie Paramor da EMI, assinou com Cliff Richard e recrutou o guitarrista Hank Marvin. A empresa americana Drifters ameaçou com ação legal por usarem o seu nome. O segundo single, "Jet Black", foi lançado nos EUA como The Four Jets para evitar o agravamento legal, mas um novo nome da banda era urgente. Quando Hank Marvin e Jet Harris dirigia as suas scooters até o Pub Six Bells em Ruislip. Jet bateu em cima de um nome imediatamente. "E sobre as sombras? Por isso, a banda tornou-se The Shadows, pela primeira vez no sexto single de Cliff Richard, "Travellin light". 

 

Em 1960, "Apache", um instrumental de Jerry Lordan, liderou as paradas por cinco semanas. The Shadows tocou em mais canções líderes das paradas como a banda de Cliff Richard. Este grupo teve sete hits. Em outubro de 1961, Meehan deixou de ser o produtor da Decca. Em abril de 1962 Harris foi substituído por Brian Locking. Enquanto isso, Harris e Meehan uniram-se na Decca como um duo de mesmo nome. Durante 1963, o ex-Shadows estava competindo com os seus antigos companheiros de banda. John Rostill foi convidado para ingressar na banda. Em outubro de 1968, Marvin e Welch decidiram se desfazer da banda após um show no London Palladium. No evento, apenas Welch tinha saído, mas o The Shadows se dissolveu no final do ano. Marvin e Welch formaram um trio com John Farrar, como Marvin Welch & Farrar. O The Shadows retornou em 1973, com Bennett como membro pleno e vários músicos extras. Após o single vocal "It'll Be Me, Babe" lançado em 1976, Farrar deixou a banda amigavelmente naquele ano, mudando-se para os Estados Unidos para produzir Olivia Newton-John

 

Em julho de 1984, o The Shadows se reuniu com Cliff Richard para uma série de shows comemorativos no Wembley Arena e no Birmingham NEC.  O grupo se desfez em 1990, mas retornou novamente em 2004 e 2005 para uma turnê no Reino Unido e na européia continental. Marvin, Welch e Bennett que apareceram juntos como convidados especiais no concerto do 50º aniversário de Marty Wilde no London Palladium, em 27 de maio de 2007, onde tocaram "Move It". O show também contou com ex-membros Jet Harris e Brian Locking. Em 11 de Dezembro de 2008, Cliff Richard e o The Shadows se apresentaram no Royal Variety Performance. A sua turnê do 50º aniversário começou em setembro de 2009 com 36 shows em todo o Reino Unido e na Europa continental, estendendo-se para a Austrália, Nova Zelândia e África do Sul em 2010. Reunited é um álbum de estúdio de 2009 de Cliff Richard com o The Shadows. O álbum comemora o 50º aniversário das primeiras gravações e performances de Cliff Richard com o The Shadows, sendo a sua primeira colaboração em estúdio há quarenta anos. e o único single do álbum, "Singing the blues" que alcançou a posição 40 na UK Singles Chart, e é o mais recente Hit Top 40 de Cliff Richard.

 Rockdigital