Patrulha do Espaço

Foi uma banda brasileira de hard rock e rock progressivo. Em 1977, depois que Arnaldo Baptista saiu dos Mutantes, ele se juntou com o baterista Rolando Castello Júnior, o baixista Oswaldo "Cokinho" Gennari e o guitarrista irlandês John Flavin para formar a Patrulha do Espaço. O nome, foi subtítulo da música instrumental "Honky Tonky", do primeiro álbum solo de Arnaldo Baptista. A banda estreou no 1° Concerto Latino Americano de Rock, no Ginásio Ibirapuera em São Paulo, em setembro de 1977, tornando-se uma das principais expressões do rock paulistano e brasileiro das últimas décadas. Com a saída de Arnaldo Baptista, em 1978, a banda contratou o vocalista Percy Weiss, e no ano seguinte, a banda gravou o seu álbum de estreia, Patrulha do Espaço, lançado em 1980, sendo o primeiro disco independente de rock do Brasil, conhecido como Disco Preto. Em 1983, a banda abre o show para o Van Halen em São Paulo. A banda contou com a participação do guitarrista argentino Pappo, durante as gravação do EP Patrulha 85, lançado em 1985, editado inclusive na Argentina, com as canções "Olho Animal" e "Robot". Retomaram os trabalhos e lançaram o álbum, Primus Inter Pares, lançado em 1992. Após esse álbum, a banda se retirou da cena musical, devido a saída do baterista Rolando.

 

Em 1997 e 1998, foram lançados os três primeiros volumes da série de compilações Dossiê que apresentou a obra da banda em formato CD, contando cronologicamente a história da banda. A volta da banda as atividades ocorreu no início de 1999, quando Rolando Castello Junior juntou-se à Luiz Domingues no baixo e voz e Rodrigo Hid na guitarra, voz e teclados e Marcello Schevano na guitarra, voz, teclados e flauta. Com essa formação, a banda lançou o álbum, Chronophagia em 2000. Em 2001, lançou o quarto volume da série Dossiê, onde a história da banda era contada. No ano de 2003, a banda lança o EP ComPactO, com músicas inéditas. Um novo álbum de inéditas, Missão na Área 13, foi lançado em 2004, numa alusão ao nome do estúdio onde o álbum foi gravado, em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. No mesmo ano, o álbum ao vivo, Capturados Ao Vivo no Centro Cultural São Paulo, que foi lançado em 2005. Depois desse lançamento, a formação com Luiz Domingues, Rodrigo Hid e Marcelo Schevano se desfez.

 

O baixista Oswaldo Gennari faleceu no dia 1 de janeiro de 2009 em São Paulo. No mesmo ano, fazem uma turnê nacional e internacional e se apresentam na Virada Cultural em São Paulo, Camping & Rock em Minas Gerais, Psicodália e Rural Rock Fest em Santa Catarina, além de realizar shows em teatros e casas de rock do país. Depois de três anos tocando como trio, por questões de ordem pessoal e de agenda, o guitarrista Marcelo Schevano e o baixista René Seabra saíram da banda. Em 2011, a banda contribui com uma canção na trilha sonora do documentário Brasil Heavy Metal. Com a entrada de Paulo Carvalho no baixo, a banda iniciou a Base Rock Tour 2011, que percorreu os estados de Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Distrito Federal. Paralelamente a tour, também realizou as gravações de novas músicas que resultaram no álbum Dormindo em Cama de Pregos, lançado em 2012. O baterista Rolando Castello Júnior postou em sua rede social o fim da banda, durante a turnê que comemorou os quarenta anos de existência da banda. O show de despedida da banda em São Paulo, foi no dia 3 de novembro de 2018 no Sesc Belenzinho.

 Rockdigital