Crazy Horse

É uma banda de rock americana. A banda foi formada em 1963 em Los Angeles, com um grupo a cappella doo-wop chamado Danny & The Memories, que consistia do vocalista principal Danny Whitten e os vocalistas de apoio Lou Bisbal que foi substituído por Bengiamino Rocco, Billy Talbot e Ralph Molina. Em San Francisco a banda foi apresentada como The Psyrcle, e gravou um single que não vendeu muito bem. De volta a Los Angeles, o grupo evoluiu ao longo de vários anos para The Rockets, um psicodélico pop / folk rock composto por Whitten na guitarra, Talbot no baixo, Molina na bateria, Bobby Notkoff no violino e os irmãos Leon e George Whitsell nas guitarras. Essa formação gravou o seu único álbum, White Whale Records, que foi lançado em 1968. O The Rockets se uniram com Neil Young, que tinham conhecido dois anos antes, durante os primeiros dias no Buffalo Springfield. Em agosto de 1968, três meses depois de o Buffalo Springfield ter se dissolvido, Young ficou com o The Rockets no palco durante seu show no Whisky a Go Go e logo depois se juntou a Whitten, Talbot e Molina para apoiá-lo em seu segundo álbum solo. Créditos para Neil Young and Crazy Horse, o álbum Everybody Knows This Is Nowhere inclui hit pop Top 100 "Cinnamon Girl". O Crazy Horse fez uma turnê com Young durante a primeira metade de 1969 e, com a adição de Jack Nitzsche no piano elétrico, no início de 1970.

 

Quando Young retornou ao seu álbum solo em 1970, o Crazy Horse teve sua participação mais limitada. O grupo como um todo aparece em apenas três das onze faixas, Young demitiu o grupo no fim da turnê de 1970 devido ao abuso de heroína de Whitten com um baixo desempenho do guitarrista em um dos compromissos no Fillmore East. O Crazy Horse capitalizou em sua exposição recém-descoberta e gravou o seu primeiro álbum, Crazy Horse, lançado em 1971 pela Reprise Records. O álbum alcançou a posição 84 na Billboard 200. Após o fracasso comercial do Crazy Horse, Lofgren e Nitzsche deixaram o grupo para seguir carreira solo. O seu segundo álbum, Loose, foi lançado em janeiro de 1971. O seu terceiro álbum, At Crooked Lake, foi lançado em outubro de 1972. Ao mesmo tempo, Young demitiu Whitten em outono de 1972 com interesse em incluir o guitarrista em sua nova banda de turnê, o The Gators Stray, e por mau desempenho nos ensaios, a banda pressionou Young para demiti-lo. Danny Whitten morreu ao retornar para Los Angeles. Sua morte foi atribuída a uma overdose fatal de álcool e Valium. Depois da morte de Whitten e da recepção morna concedida a ambos os álbuns, Talbot e Molina fizeram com que o nome Crazy Horse não fosse mais usado.

 

O guitarrista Frank Poncho Sampedro foi contratado por ser a pessoa certa para ajudar a ressuscitar o Crazy Horse. Depois de um hiato de cinco anos, o Neil Young and Crazy Horse ressurgiram, e Young marcou a ocasião terminando a letra de "Powderfinger", que logo se tornou uma das canções de assinatura da nova formação. O Neil Young and Crazy Horse gravaram o álbum, Zuma, que foi lançado em 10 de novembro de 1975. Após uma turnê de aquecimento de compromissos não anunciadas em vários bares de San Francisco em dezembro de 1975, Young e a banda excursionaram pelo Japão e Europa em 1976. Entre 1975 a 1977, Young gravou com o Crazy Horse como banda de apoio. O seu quarto álbum, Crazy Moon, foi lançado em novembro de 1978, que conta com a guitarra de Young, e também o grupo se juntou a Young na turnê que levou ao sucesso os álbuns Rust Never Sleeps e Live Rust, lançados em 1979, e creditados a Neil Young and Crazy Horse. O Crazy Horse iria colaborar constantemente com Young em diversos álbuns. O Crazy Horse permaneceu em hiato durante oito anos após a turnê do álbum Greendale do Neil Young and Crazy Horse, lançado em 2004. O trigésimo primeiro álbum de Neil Young, Americana, foi lançado em 5 de junho de 2012. O álbum foi creditado a Neil Young and Crazy Horse. O álbum de Neil Young and Crazy Horse, Colorado, foi lançado em 25 de outubro de 2019.

 Rockdigital