Dire Straits

 

Foi uma banda de rock britânica. Os irmãos Mark e David Knopfler e os amigos John Illsley e o baterista Pick Withers formaram a banda que inicialmente foi conhecida como Café Racers. O nome Dire Straits foi cunhado por um colega de apartamento de Withers, supostamente inventado enquanto ensaiavam na cozinha do amigo Simon Cowe, da banda Lindisfarne em 1977. Após uma apresentação no Rock Garden, em 1977, eles levaram uma fita demo para a MCA no Soho, mas foram recusados. Depois eles foram ao DJ Charlie Gillett, apresentador do programa Honky Tonk na BBC Radio London. Gillett gostou tanto da música que tocou "Sultans of Swing" em seu show. O seu primeiro álbum, Dire Straits, foi lançado em 7 de outubro de 1978. O Dire Straits começou uma turnê como banda de abertura do Talking Heads. O seu segundo álbum, Communiqué, foi lançado em 15 de junho de 1979. O álbum produziu o single "Lady Writer", que alcançou a posição 45 na Billboard Hot 100. O álbum alcançou a quinta posição na UK Albums Chart. O seu terceiro álbum, Making Movies, foi lançado em outubro de 1980. Durante as sessões de gravação, a tensão entre Mark e David Knopfler afetou a banda, e David Knopfler saiu, e não foi creditado no álbum. 

 

Logo após o lançamento do álbum, Pick Withers deixou a banda e foi substituto foi Terry Williams. O seu primeiro álbum ao vivo, Alchemy Live, gravado no Hammersmith Odeon em Londres, foi lançado em 16 de março de 1984. A banda ganhou o Brit Awards de 1983 de Melhor Grupo Britânico. O seu quinto álbum, Brothers in Arms, foi lançado em maio de 1985, e entrou no topo na UK Albums Chart, e também alcançou o topo na Billboard 200. "Money for Nothing" foi o primeiro videoclipe apresentado na MTV do Reino Unido, e contou com a participação de Sting. O single também ganhou o Grammy Award de Melhor Performance de Rock por um Duo ou Grupo com o Vocal em fevereiro de 1986. Relatado como o primeiro single de CD do mundo. O single "Walk of Life" alcançou o segundo lugar na UK Singles Chart. A banda saiu na sua 1985–1986 Brothers in Arms World Tour.  No dia 13 de julho de 1985, a banda se apresentou no Live Aid, no Wembley Stadium, em Londres. Em agosto, a MTV Europe foi lançada com o vídeo "Money for Nothing". Em 1986, o álbum ganhou dois Grammy Awards e também ganhou o Melhor Álbum Britânico no Brit Awards de 1987. A banda se reagrupou em 1988 para o concerto de aniversário de 70 anos de Nelson Mandela no dia 11 de junho de 1988 no Wembley Stadium.

 

Logo depois, Williams deixou a banda. Mark Knopfler anunciou a dissolução do Dire Straits em setembro de 1988. O seu sexto e último álbum, On Every Street, foi lançado em setembro de 1991. A On Every Street Tour apresentou 300 shows. Quando ela terminou, a banda se separou. O álbum final da banda, Live at the BBC, foi uma coleção de gravações ao vivo de 1978 a 1981, lançado em junho de 1995. Mark Knopfler lançou o seu primeiro álbum solo, Golden Heart, em março de 1996. Knopfler, John Illsley, Alan Clark e Guy Fletcher se reuniram pela última vez em 19 de junho de 1999, com Ed Bicknell na bateria, para o casamento de Illsley. Em 2011, Alan Clark, Chris White e Phil Palmer, juntamente com Tom Petty e o baterista Steve Ferrone do Heartbreakers, formaram a banda, The Straits, para se apresentar em um show de caridade no Royal Albert Hall em Londres. Em 13 de dezembro de 2017, os Dire Straits foi induzido no Rock and Roll Hall of Fame em 2018. Knopfler não apareceu na cerimônia. Clark, Palmer e outros músicos continuam em turnê com o nome Dire Straits Legacy.

 Rockdigital