Lorde

 

Ella Marija Lani Yelich-O'Connor nasceu em Auckland no dia 7 de novembro de 1996. É uma cantora e compositora neozelandesa de art pop e rock experimental. Em 2009, Ella Yelich-O'Connor, com então doze anos de idade, participou de um concurso de talentos promovido pela escola, localizada na cidade de Auckland. Interpretando a canção "Warwick Avenue", da cantora britânica Duffy, Ella Marija teve a sua apresentação gravada por um pai de um amigo e a gravação acabou por parar nas mãos de Scott Maclachlan, um agente que ficou impressionado com o seu talento. Em seguida, Maclachlan entrou em contato com Ella Marija e com os pais dela, falando sobre o futuro que a jovem poderia ter como artista. Ele acabou por se tornar o empresário da cantora, conseguindo para ela um contrato com a filial da Universal Music na Nova Zelândia. Mais tarde, Ella Marija adotou como nome artístico Lorde, pela sua fascinação pela aristocracia e pela realeza. Mas como todos os lordes britânicos são homens, a artista decidiu acrescentar a letra 'E' no final, de modo que seu nome fictício ficasse mais feminino. No início, a gravadora da artista teve a ideia de juntá-la com outros cantores locais para uma colaboração em conjunto, mas em nenhuma das tentativas o resultado agradou a equipe da jovem, que na época tinha apenas quatorze anos. O seu primeiro EP, The Love Club, foi lançado digitalmente em março de 2013 e disponibilizado em versão CD em maio.

 

Lançado como primeiro single de divulgação, "Royals" atingiu a primeira posição na Nova Zelândia, no Canadá, no Reino Unido e nos Estados Unidos, ficando no topo por nove semanas consecutivas. Lorde tornou-se conhecida a partir do single "Royals", que lhe rendeu o título de a mais jovem artista a conquistar o primeiro lugar da Billboard Hot 100, dos Estados Unidos. "Tennis Court" foi promovida como single seguinte da carreira de Lorde, rendendo à cantora seu segundo número um na Nova Zelândia. No dia 12 de setembro de 2013, Lorde divulgou um novo single, "Team", lançada como sua segunda canção de trabalho nos Estados Unidos e terceira no mercado mundial. A canção obteve um desempenho comercial bastante favorável, atingindo a 7.ª posição na Billboard Hot 100 em fevereiro de 2014. O seu primeiro álbum de estúdio, Pure Heroine chegou ao mercado em 30 de setembro de 2013, mas uma semana antes a MTV e a VH1 disponibilizaram o áudio completo do álbum para os fãs ouvirem online antes do lançamento. Com o álbum, Lorde recebeu quatro indicações ao Grammy Awards em 2013, vencendo nas categorias: "Canção do Ano" e "Melhor Performance Pop do Ano", por "Royals", com apenas 17 anos. 

 

Para promover EP The Love Club e Pure Heroine, Lorde embarcou em uma turnê internacional, a primeira etapa da qual foi realizada na América do Norte no início de 2014. Ela anunciou mais tarde a turnê australiana, realizada em julho, e a Segunda etapa da América do Norte, realizada em agosto. Em abril daquele ano, Lorde executou "All Apologies" com os membros sobreviventes do Nirvana durante a cerimônia de indução da banda no Rock and Roll Hall of Fame. No primeiro semestre de 2014, Lorde encabeçou vários festivais, incluindo o Festival Laneway em Sydney, Austrália, as três edições sul-americanas de Lollapalooza no Chile, Santiago, Buenos Aires, Argentina, e no Brasil em São Paulo, e participou também do Festival Coachella na Califórnia. Em 1 de agosto de 2014, Lorde atuou no Lollapalooza em Grant Park, Chicago. Lorde escreveu e interpretou o primeiro single da trilha sonora de The Hunger Games: Mockingjay - Part 1, terceiro filme da saga, lançado pela Republic Records, também a gravadora da cantora. A canção "Yellow Flicker Beat" como o primeiro single do álbum de soundtrack, lançado para download digital no dia 29 de setembro de 2014. Nos prêmios Brit Awards de 2016, Lorde fez uma apresentação de "Life on Mars" em homenagem ao falecido David Bowie. No dia 2 de março de 2017, Lorde lançou o single Green Light, junto com seu clipe do seu próximo álbum, Melodrama, agendado para o lançamento em 16 de junho, 2017 pela Republic Records.

 Rockdigital