Spandau Ballet

É uma banda inglesa de pop rock. A banda foi formada em 1976 como The Cut, com Gary Kemp e Steve Norman na guitarra, mais tarde saxofone e percussão. Kemp e Norman estavam frequentando a Escola Dame Alice Owen em Islington North London. Eles foram acompanhados pelo baterista John Keeble, pelo baixista Michael Ellison e por Tony Hadley. Depois de alguns meses, Richard Miller substituiu Ellison no baixo. Steve Dagger foi convidado por Norman e Gary Kemp para gerenciá-los. A banda mudou seu nome para The Makers no final de 1976 e tocou como uma banda de punk rock no Roxy. Em 1978 eles se tornaram uma banda de pop power e mudaram o nome para Gentry, e depois mudaram para Spandau Ballet, depois que um amigo da banda, o jornalista e DJ Robert Elms, viu a frase Spandau Ballet rabiscada na parede de um banheiro durante uma visita a Berlim. A banda começou a se apresentar com esse nome ao redor de Londres. A banda se tornou mais eletrônica depois que eles se apresentaram em clubes como Billy e Blitz, onde a cena new romantic foi lançada. O irmão de Gary, Martin Kemp, assumiu o baixo na banda. O Spandau Ballet foi envolvido em uma guerra de propostas de contrato, e assinou com a Chrysalis Records.

 

A banda lançou o single, "To Cut a Long Story Short" que se tornou um hit Top 5 no final de 1980. O seu primeiro álbum, Journeys to Glory foi lançado em 27 de fevereiro de 1981. O seu terceiro álbum, True,  foi lançado em 4 de março de 1983. Foi neste momento que Steve Norman começou a tocar saxofone para a banda. A faixa-título alcançou o topo em vários países, o álbum também alcançou o topo na UK Albums Chart. No final de 1984, a banda participou do single "Do They Know It's Christmas?" do Band Aid, e em 1985 se apresentou no Wembley Stadium como parte do Live Aid. Em 1986 o Spandau Ballet assinou com a CBS Records. O seu quinto álbum, Through the Barricades, foi lançado em 17 de novembro de 1986. Nesse álbum, a banda se afastou das influências pop e soul e seguiu num estilo rock. Após um hiato de gravação, a banda lançou o seu sexto álbum, Heart Like a Sky, em 18 de setembro de 1989. O álbum foi mal sucedido no Reino Unido, e não foi lançado nos Estados Unidos. A banda se separou após um desacordo sobre royalties. No dia 6 de março de 1990, foi a ultima apresentação da banda em sua turnê de 10 anos no Edinburgh Playhouse antes de fazer uma pausa. 

 

Os três membros sem Kemp continuaram então a excursionar como um trio, mas tiveram que vender suas partes da empresa Spandau Ballet a Gary Kemp para pagar débitos legais. A companhia possuía os direitos do nome da banda e o trio teve que excursionar com o nome Hadley, Norman and Keeble, ex-Spandau BalletO Spandau Ballet começou uma turnê mundial de retorno em outubro de 2009 e o seu sétimo álbum, Once More, foi lançado em 19 de outubro de 2009 pela Mercury Records no Reino Unido e na Irlanda. O álbum alcançou o Top 10 no Reino Unido. O Spandau Ballet saiu em turnê na Austrália em abril de 2010 com o Tears For Fears. Depois de um apresentação no Isle of Wight Festival, o grupo fez seu último show no Reino Unido da Reformation Tour no Newmarket Racecourse em 25 de Junho de 2010. Todos os cinco tocaram ao vivo novamente na turnê mundial de 2014 e 2015. Em 3 de julho de 2017, Tony Hadley anunciou no Twitter ele não era mais um membro da banda, e foi substituído pelo novo vocalista, Ross William Wild. Em março de 2019, Wild anunciou que havia ingressado na banda Mercutio. Um mês depois, Gary Kemp saiu em turnê pelos EUA com a banda Saucerful of Secrets de Nick Mason. E em 23 de maio, Wild anunciou em seu twitter a sua saída do Spandau Ballet

 Rockdigital