ferry.jpg
Bryan Ferry

Bryan Ferry nasceu em Washington, County Durham na Inglaterra no dia 26 de setembro de 1945. É um músico inglês. Ferry estudou Belas Artes na Universidade de Newcastle Upon Tyne em 1964. Durante este período, Ferry foi membro da banda estudantil City Blues e se tornou um professor de cerâmica na Holland Park School em Londres. Ferry formou a banda Banshees e mais tarde, junto com Graham Simpson e John Porter, formou a banda the Gas Board. Ferry se mudou para Londres em 1968 com a intenção de prosseguir na carreira musical. Em novembro de 1970 ele formou a Roxy Music. O seu primeiro álbum solo, These Foolish Things, foi lançado 5 de outubro de 1973 pela Island Records, e alcançando o quinto lugar na UK Albums Chart. O seu segundo álbum, Another Time, Another Place, foi lançado em 5 de julho de 1974, e alcançou a quarta posição na UK Albums Chart. Depois da turnê da banda do seu quinto álbum de estúdio, Siren, o Roxy Music temporariamente foi dissolvido em 1976, embora os membros da banda participaram da gravação do material solo de Ferry. Em 1976 Ferry cantou uma canção dos Beatles, "She's Leaving Home" para o documentário musical transitório All This e World War II. Depois de longas turnês do Roxy Music para promover o álbum Avalon em 1982, Ferry decidiu colocar a banda numa pausa e continuar como artista solo. O seu sexto álbum solo, Boys and Girls, foi lançado em 3 de junho de 1985 pela EG Records.

 

Foi o seu primeiro e único álbum solo a alcançar o topo na UK Albums Chart, e também se tornou o seu álbum mais vendido nos EUA. Em julho de 1985, Ferry participou em Londres do show Live Aid, acompanhado pelo guitarrista David Gilmour do Pink Floyd. Após as excursões promocionais de Avalon, Ferry saiu em turnê novamente em 1988 para promover o seu sétimo álbum, Bête Noire, que foi lançado 2 de novembro de 1987 pela Virgin Records, e alcançou a nona posição na UK Albums Chart. Após a turnê, Ferry se juntou novamente com Brian Eno para lançar o seu nono álbum, Mamouna, que foi lançado em 5 de setembro de 1994. O álbum levou mais de cinco anos para ser produzido. Em 1996, Ferry executou a canção "Dance With Life" para A trilha sonora do filme Phenomenon. Depois de tirar algum tempo na música, Ferry voltou em 1999 quando lançou um álbum de canções dos anos 30, o seu décimo álbum, As Time Goes By, que foi lançado em 25 de outubro de 1999, e foi nomeado para um Grammy AwardsFerry reformulou novamente o Roxy Music em 2001 e fizeram uma turnê extensa por alguns anos, embora a banda não tenha gravado nenhum material novo. Em outubro de 2006, Ferry assinou um contrato com o varejista britânico Marks & Spencer para modelar sua gama de roupas masculinas Autograph. O seu décimo segundo álbum Dylanesque, um álbum de homenagem a Bob Dylan, foi lançado em 5 de março de 2007.

 

O álbum alcançou o Top 10 na UK Albums Chart, e Ferry realizou uma turnê no Reino Unido. Em 7 de outubro de 2008, Ferry foi homenageado como um Ícone no BMI Awards em Londres. O seu décimo terceiro álbum, Olympia foi lançado em 25 de outubro de 2010, e continha o material que havia sido gravado com seus ex-membros do Roxy Music. Em junho de 2011, Ferry recebeu o título de CBE, Ordem do Império Britânico em honras do aniversário da rainha para sua contribuição à indústria da música britânica. O seu décimo quarto álbum, The Jazz Age, foi lançado em 25 de outubro de 2010 com a Bryan Ferry Orchestra. No entanto, o álbum foi um fracasso comercial, alcançando a posição 50 na UK Albums Chart. Bryan Ferry se apresentou no Coachella Valley Music Festival em 2014 e em junho de 2014, apareceu no Festival Glastonbury. O seu décimo quinto álbum, Avonmore, foi lançado em 17 de novembro de 2014 pela BMG Rights Management. No mesmo mês, ele foi diagnosticado com aguda laringite e por indicação médica os concertos foram cancelados. Em 2019, Ferry foi incluído no Rock and Roll Hall of Fame como um membro da Roxy Music. O seu décimo sexto álbum, Bitter-Sweet, nomeado como Bryan Ferry and his Orchestra, foi lançado em 30 de novembro de 2018, e alcançou a posição 60 na UK Albums Chart, o mais baixo da sua carreira.