rip.png
Johnny Ace

 

Marshall Alexander Jr. nasceu no Memphis, Tennessee no dia 9 de junho de 1929. Foi um cantor americano de R&B. Alexander largou o ensino médio para se juntar à Marinha dos Estados Unidos. Ele foi declarado desertor por grande parte de seu dever. Depois que ele foi dispensado, Alexander ingressou na banda de Adolph Duncan como um pianista, tocando na Beale Street, em Memphis. A rede de músicos locais ficou conhecida como Beale Streeters, que incluía B.B. King, Bobby Bland, Junior Parker e Earl Foreste Roscoe Gordon. Inicialmente, eles não eram uma banda oficial, mas às vezes havia um líder e eles tocavam nos discos um do outro. Alexander conheceu Lois Jean Palmer, uma caloura na Booker T. Washington High School, em 1949. Seus pais não sabiam que eles estavam namorando até que ela engravidou. Eles se casaram em Earle, Arkansas, em 17 de julho de 1950. Ela tinha 16 anos e ele 21. Seu filho, Glenn Alexander, nasceu mais tarde naquele ano. Alexander se mudou para a casa dos pais de Palmer em Memphis. Ele foi barrado em casa por tocar blues, então ele passou a morar no Mitchell Hotel, em Memphis. Em 1951, Ike Turner, que era um caçador de talentos e produtor da Modern Records, arranjou para Alexander e outros Beale Streeters gravarem para a gravadora de Turner. Alexander tocou piano em algumas das gravações de B.B. King para a RPM Records e o apoiou durante as transmissões na WDIA em Memphis.

 

Quando B.B. King partiu para Los Angeles e Bland deixou o grupo, Alexander assumiu as funções vocais de Bland e o programa de rádio de B.B. King na WDIAJohnny Ace assinou contrato com a Duke Records em 1952 e lançou sua primeira gravação, "My Song", que liderou as paradas de R&B por nove semanas. Ele começou uma turnê, muitas vezes com Willie Mae Big Mama Thornton. Nos dois anos seguintes, Ace teve oito sucessos consecutivos. Ele teve outro filho com sua esposa, uma filha chamada Janet Alexander, mas o casal raramente ficava junto devido ao seu estilo de vida mulherengo, e em 1953 ele havia abandonado sua família. Depois que Ace teve sucesso como artista solo, a Modern Records lançaram o single "Mid Night Hours Journey" pela Flair Records em setembro de 1953. O outro lado foi "Trouble and Me" de Forest. Em novembro de 1954, Ace ficou em 16º lugar na pesquisa Disk Jockey da Billboard para artistas favoritos de R&B. Em dezembro de 1954, ele foi nomeado o Artista Mais Programado de 1954, de acordo com a Cash Box. As gravações de Ace venderam muito bem naquela época. Depois de um ano de turnê, Ace se apresentava no City Auditorium em Houston, no Texas, no dia de Natal de 1954. Durante um intervalo entre os sets, ele brincava com um revólver calibre 32.

 

Membros da banda de Ace disseram que ele fazia isso com frequência, às vezes atirando em placas de beira de estrada de seus carros. Foi amplamente divulgado que Ace se matou jogando roleta russa. Mama Thornton disse em um comunicado por escrito, incluído no livro The Late Great Johnny Ace, que ele estava brincando com a arma. De acordo com ela, Ace apontou a arma para sua namorada e outra mulher que estava sentada perto, mas não atirou. Ele então apontou a arma para si mesmo, gabando-se de saber qual câmara estava carregada. A arma disparou, acertando na lateral da cabeça dele. De acordo com seu biógrafo Nick Tosches, Ace atirou em si mesmo com uma pistola 32, e isso aconteceu pouco mais de uma hora depois que ele comprou um novo Oldsmobile 1955. A canção "Pledging My Love" foi um sucesso póstumo de R&B número 1 por dez semanas, começando em 12 de fevereiro de 1955. Assim, Johnny Ace se tornou o primeiro ato a alcançar as paradas pop da Billboard somente após sua morte. Suas gravações individuais foram compiladas e lançadas como The Johnny Ace Memorial Album, lançado em 1955