Ike Turner

 

Izear Luster Turner Jr. Nasceu em Clarksdale, Mississippi , no dia 5 de novembro de 1931. Foi um músico americano, compositor, arranjador e produtor. Aos oito anos, Turner começou a frequentar a estação de rádio local de Clarksdale, a WROX. Um dia, ele tocou discos enquanto o DJ foi tomar café. Isso levou a Turner ser contratado pelo gerente da estação como o DJ no turno da tarde. No ensino médio, Turner se juntou a um grupo local, o Tophatters, que  tinha mais de 30 membros e, se dividiu em dois, com um grupo que queria continuar interpretando as jazz band, chamando-se The Dukes of Swing, e o outro liderado por Turner, tornando-se o Kings of Rhythm. B. B. King ajudou-os a obter um show de fim de semana e os recomendou a Sam Phillips no Sun Studio. Turner e sua banda gravaram a música "Rocket 88". Jackie Brenston, o saxofonista do Kings of Rhythm, fez os vocais principais. Phillips vendeu a gravação para a Chess Records em Chicago, que a lançou sob o nome de Jackie Brenston and His Delta Cats. O sucesso de “Rocket 88” causou tensões e choques de ego na banda, fazendo com que Brenston saísse para seguir uma carreira solo, levando alguns dos membros

originais com ele. Turner, sem uma banda e desapontado, dissolveu o Kings of Rhythm por alguns anos. Depois de gravar “Rocket 88”, Turner tornou-se músico de sessão e assistente de produção da Philips e dos Bihari Brothers.

 

Em 1956, Turner reformou o Kings of Rhythm, e manteve uma disciplina rígida, multando e agredindo fisicamente os membros da banda se eles tocassem uma nota errada, controlando tudo, desde os arranjos até os ternos que a banda usava no palco. Em 1958, os shows de Turner no Club Manhattan foram frequentemente visitados por Anna Mae Bullock, que depois pediu para cantar com os Kings of Rhythm, tendo finalmente a chance de fazê-lo durante um intervalo. Impressionada pela sua voz, Ike Turner convidou Anna Mae a se juntar à banda, dando-lhe o nome artístico de Little Ann. Naquele ano, ela cantou na canção de Ike, "Box Top". Em março de 1960, Turner usou a voz de Anna Mae na gravação da música "A Fool in Love" devido à ausência do vocalista da banda que não participou da gravação. Ike Turner pediu-lhe para usar seu sobrenome, e depois mudou seu primeiro nome para Tina Turner. Em julho de 1960, "A Fool in Love" foi lançado pela dupla Ike & Tina Turner, se tornando um sucesso nacional. O sucesso de Ike & Tina Turner Revue deu a Turner as finanças para criar seu próprio estúdio de gravação, a Bolic Sounds em Los Angeles. O último sucesso de Ike & Tina Turner, "Nutbush City Limits" escrito por Tina Turner, também foi gravado lá. Sua parceria com Tina Turner terminou em 1976, após o último de uma série de violências domésticas.

 

Após a dissolução, Turner lutou para encontrar sucesso como artista solo. Holly Maxwell substituiu Tina Turner na banda de Turner de 1977 a 1985 e novamente por oito meses em 1992. Durante a década de 1980, ele foi preso 10 vezes por delitos de drogas e armas de fogo e foi condenado em duas ocasiões. Em 1991, enquanto ele permaneceu na prisão, Ike & Tina Turner foram induzidos ao Rock & Roll Hall of Fame. Turner encorajando Joe Louis Walker a retornar às suas raízes no blues. Turner tocou violão e ajudou na produção no álbum, Great Guitars de Walker de 1997 e fez uma turnê internacional com ele. A resposta positiva da turnê, fez Turner reformar o Kings of Rhythm, levando-os a uma turnê dos EUA em 2001. Sua nova esposa, Jeanette, era a cantora principal da banda. Em 2005, Turner revelou que tinha sido diagnosticado com enfisema e, nos últimos anos, ficou extremamente fraco, tendo que usar um tanque de oxigênio. Apesar da sua saúde, ele apareceu no álbum, Demon Days do Gorillaz, tocando piano na canção "Every Planet We Reach Is Dead". Turner também tocou a canção no show ao vivo no Manchester Opera House de 1 a 5 de novembro. Antes de sua morte, uma colaboração entre Turner e a banda The Black Keys foi planejada pelo produtor de Gorillaz, Danger Mouse em 2007. Em 12 de dezembro de 2007, Ike Turner morreu de uma overdose de cocaína.

 

 Rockdigital