Rush

É uma banda canadense de rock. A banda foi formada no bairro de Willowdale, em Toronto, Ontário, pelo guitarrista Alex Lifeson, o baixista e vocalista Jeff Jones e o baterista John Rutsey em 18 de setembro de 1968. Algumas semanas após a formação, e antes de sua segunda apresentação, Jones deixou a banda e foi substituído por Geddy Lee, um colega de escola de Lifeson. Seus primeiros shows aconteceram no Coff-Inn, um centro para jovens no porão da Igreja Anglicana de St. Theodore de Canterbury, no norte de York. Após várias mudanças na formação, a banda oficial com Lee, Lifeson e Rutsey foi formada em maio de 1971. O nome Rush foi sugerido pelo irmão de Rutsey, Bill. A banda foi gerenciada pelo morador local de Toronto, Ray Danniels, um participante frequente dos primeiros shows do Rush. O seu primeiro single "Not Fade Away", um cover da música Buddy Holly, foi lançado em 1973. Por causa do desinteresse da gravadora, a banda formou a sua própria gravadora independente, a Moon Records. O seu primeiro álbum, Rush, foi lançado em 1 de Março de 1974, pelo próprio selo. A banda teve popularidade local quando o álbum foi escolhido pela WMMS, uma estação de rádio em Cleveland, Ohio, selecionou a música do álbum "Working Man" para sua lista de reprodução regular, levando ao relançamento do álbum pela Mercury Records nos EUA.

 

Após o lançamento do álbum, Rutsey deixou a banda devido a problemas de saúde. Sua última apresentação com a banda foi em 25 de julho de 1974, no Centennial Hall, em Londres, Ontário. O Rush selecionou Neil Peart como baterista. Peart entrou oficialmente na banda em 29 de julho de 1974. Eles realizaram o seu primeiro show juntos, abrindo para Uriah Heep e Manfred Mann na Arena Cívica em Pittsburgh, Pensilvânia, em 14 de agosto. O seu segundo álbum, Fly by Night, lançado em 15 de fevereiro de 1975. A banda sentiu-se pressionada por sua gravadora para construírem um álbum mais comercial, e contrariando, lançou o seu quarto álbum, 2112, em abril de 1976, com uma música de vinte minutos dividida em sete seções. O seu sétimo álbum, Permanent Waves, foi lançado em 14 de janeiro de 1980 pela Anthem Records. Esse período marcou uma mudança no som da banda, caracterizada por arranjos mais concisos e músicas amigáveis ​​para o rádio, como "The Spirit of Radio" que alcançou a posição 13 na UK Singles Chart. Nos EUA , o single alcançou a posição 51 na Billboard Hot 100. A popularidade de Rush alcançou seu ápice com o lançamento do álbum, Moving Pictures, de 1981. O álbum alcançou aposição 3 na Billboard 200. O seu décimo sexto álbum, Test for Echo, foi lançado em 10 de setembro de 1996. No final da turnê do álbum em 1997, a banda entrou em uma paralisação de cinco anos devido a tragédias na vida pessoal de Neil.

 

A filha dele, Selena, morreu em um acidente de carro em agosto de 1997. Dez meses depois, sua esposa Jacqueline morreu de câncer. Neil deu um tempo na banda, em um período que ele viajou por toda a América do Norte na sua motocicleta, e decidiu retornar à banda. A banda retornou com o seu décimo sétimo álbum, Vapor Trails, lançado em 14 de maio de 2002. A banda saiu em turnê, a primeira da banda em seis anos. No Brasil, a banda tocou em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro. A banda voltou às turnês para comemorar o seu trigésimo aniversário na R30 Tour, que foi para a América do Norte e para a Europa. Após sua turnê de aniversário, encerrada em outubro de 2004, a banda fez uma pausa de um ano. Em 25 de junho de 2010, Rush recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood, no 6752 Hollywood Boulevard. O décimo nono e último álbum de estúdio, Clockwork Angels, foi lançado em 12 de junho de 2012. O Rush foi induzido no Rock and Roll Hall of Fame no ano de 2013. A última turnê do Rush aconteceu em 2015. Em janeiro de 2018 o guitarrista Alex Lifeson confirmou que não há mais planos do Rush para gravar novas músicas ou sair em turnês e que portanto a banda havia encerrado suas atividades. Problemas pessoais e de saúde de Neil Peart também contribuíram de forma decisiva para o fim da banda. Neil Peart, baterista e letrista da banda, morreu no dia 7 de janeiro, em Santa Mônica, na Califórnia, aos 67 anos, de um câncer no cérebro.

 Rockdigital