Thomas Dolby


Thomas Morgan Robertson nasceu em Londres no dia 14 de outubro de 1958, é um músico, produtor e inventor inglês. O nome artístico Thomas Dolby originou-se de um apelido que pegou no início de 1970, quando ele brincava com teclados e fitas. Seus amigos o apelidaram de "Dolby", a partir do nome do processo Dolby utilizado para gravação e reprodução de áudio. Robertson decidiu adotar o nome artístico "Thomas Dolby". A sessão mais significativa para Dolby no inicio de sua carreira foi quando ele contribuiu com o sintetizador na faixa "Urgent" do Foreigner em 1981 no álbum 4. O lucro nesse trabalho, incluindo as datas de shows, financiou o tempo de estúdio para a gravação do álbum em 1980, The Golden Age of Wireless onde começou sua carreira solo. 

 

Em 1985, Dolby participou do Concerto Live Aid em Londres como parte da banda de David Bowie. O álbum de estreia com o single "She Blinded Me with Science" alcançou a posição Nº 13 na parada de álbuns da Billboard Dolby Laboratories expressou preocupação com o nome do músico. Depois de uma longa batalha legal, o tribunal decidiu que a Dolby Labs não tinha o direito de restringir o músico de usar o nome. Foi acordado que o músico não iria liberar qualquer equipamento eletrônico usando o nome. Em 1984, Dolby lançou seu segundo LP, The Flat Earth pela Capitol, que alcançou a posição Nº 14 na UK Albums Chart e na posição 35 na  parada de álbuns da Billboard nos EUA. "Hyperactive!", Originalmente escrito para Michael Jackson, foi o primeiro e mais bem sucedido single do álbum, chegando a posição 17 na UK Singles Chart, tornando-se a canção de Dolby mais bem sucedida única em seu país de origem.


Em 1990, ele apareceu com Roger Waters num show de caridade do Pink Floyd do álbum The Wall em Berlim. Dolby, em traje de professor tocou um solo de teclado na canção "Another Brick in the Wall (Part 2)" cantada por Cyndi Lauper e depois repetiu o papel no fechamento. Depois de seu envolvimento com a Beatnik Inc., sua empresa que integra música e som em sites da Web, Dolby retornou à sua carreira musical em 2006. Ele realizou a sua primeira apresentação solo depois de 15 anos no Salão Red Devil em San Francisco, Califórnia, em 21 de Janeiro de 2006. Em 2010 ele começou a trabalhar no seu quinto álbum, A Map of the Floating City. O álbum foi gravado no estúdio de Dolby construído dentro de um barco salva-vidas de 1930 e integralmente alimentada por energia renovável, que está localizado no jardim da casa de praia de Dolby na costa do Mar do Norte da Inglaterra. 

 Rockdigital