The Modern Lovers

The Modern Lovers é uma banda americana de rock garage. Jonathan Richman se apaixonou pelo Velvet Underground enquanto ainda estava no ensino médio. Depois de se formar em 1969, ele se mudou para Nova York, onde se tornou pessoalmente familiarizado com a banda. Ele voltou para Boston e formou uma banda inspirada no Velvet Underground com seu amigo de infância e vizinho, o guitarrista John Felice. Eles recrutaram o baterista David Robinson e o baixista Rolfe Anderson, e se nomearam The Modern Lovers. Sua primeira apresentação foi apoiando a banda Paley Brothers em setembro de 1970. No início de 1971, Anderson e Felice saíram da banda e foram substituídos pelo baixista Ernie Brooks e pelo tecladista Jerry Harrison, completando a formação clássica da banda. Stuart Love, da Warner Bros., convidou a banda para gravar uma demo que despertou o interesse da A&M Records. Em abril de 1972, a Modern Lovers viajaram para Los Angeles onde realizaram duas sessões de gravação que foram usadas mais tarde no primeiro álbum da banda, The Modern Lovers, lançado somente em 1976. A banda se apresentou no Long Branch Saloon em Berkeley, que mais tarde foi lançado como um álbum ao vivo, Live at the Longbranch Saloon, lançado em 1992.

 

Felice retornou por alguns meses após sua graduação, e a banda se mudou para  Cohasset, Massachusetts. A The Modern Lovers continuou a ser uma atração popular ao vivo, e na véspera de Ano Novo de 1972 apoiou o New York Dolls no Mercer Arts Centre. No início de 1973, eles assinaram um contrato com a Warner Bros.. A banda aceitou uma oferta para fazer uma residência no Inverurie Hotel, em Bermuda, e Richman se tornou fortemente influenciado pelo estilo descontraído dos músicos locais, Nesse período houve conflitos de personalidade entre os membros da banda. Richman queria eliminar todas as faixas que haviam gravado e recomeçar com um som mais melancólico e mais lírico. As sessões de gravações em setembro de 1973 foram lançadas em 1981 no álbum, The Original Modern Lovers. Após o fracasso em completar o seu primeiro álbum, a Warner cancelou o contrato com a banda, e Robinson deixou a banda. Eles continuaram a se apresentar ao vivo por alguns meses com o novo baterista Bob Turner, mas depois de um desentendimento final entre Richman e Harrison sobre o estilo musical, a banda se separou em fevereiro de 1974. John Felice formou a The Real Kids, Jerry Harrison se juntou ao Talking Heads, David Robinson co-fundou o The Cars.

 

No início de 1976, Richman montou a Jonathan Richman e The Modern Lover, com o guitarrista Leroy Radcliffe, o baixista Greg 'Curly' Keranen e o retorno do baterista David Robinson. Eles gravaram o seu primeiro álbum, Jonathan Richman e The Modern Lovers, em 1976. Robinson saiu novamente e foi substituído por D. Sharpe. Essa formação gravou o álbum, Rock 'N' Roll with The Modern Lovers, lançado em 1977 e fez uma turnê até que Keranen foi para a faculdade e foi substituído por Asa Brebner, que tocou nos álbuns, The Modern Lovers Live, lançado em 1978 e Back in Your Life em 1979. Em 1980, Richman reformou novamente o Modern Lovers, com Keranen, o baterista Michael Guardabascio e as backing vocals, Ellie Marshall e Beth Harrington. Eles gravaram o álbum, Jonathan Sings!, gravado em 1981/82, mas só foi lançado em 1983. A banda viajou para apoiar o álbum, mas se separou depois que Keranen saiu novamente em 1984. A encarnação final da The Modern Lovers ocorreu em 1985, com Andy Paley, Brennan Totten e Asa Brebner. O baterista David D. Sharpe morreu em 1987, aos 39 anos. Richman finalmente retirou o nome The Modern Lovers depois do álbum, Modern Lovers 88.  O baixista Asa Brebner morreu em 2019, aos 65 anos.

 Rockdigital