Chubby Checker


Ernest Evans nasceu em Spring Gulley na Carolina do Sul no dia 3 de outubro de 1941. É um cantor-compositor norte-americano. Ele foi criado, durante sua infância, nos conjuntos habitacionais de South Philadelphia, na Pensilvânia, onde viveu com seus pais e seus dois irmãos. Com oito anos de idade Evans formou um grupo harmônico que se apresentava nas ruas, e ao entrar na high school já havia aprendido a tocar o piano, bem como entreter seus colegas de classe como imitações de cantores populares da época, como Jerry Lee Lewis, Elvis Presley e Fats Domino. Após concluir a escola, Evans passou a entreter, com canções e piadas, os clientes em seus diversos empregos, vendendo produtos agrícolas em lojas e mercados da cidade. E teria sido seu chefe num destes empregos no Produce Market, Tony A., que lhe deu o apelido de "Chubby" ("Gorducho"). Henry Colt, proprietário do seu outro emprego, na Fresh Farm Poultry, teria ficado tão impressionado com a performance de Ernest que, juntamente com seu colega e amigo Karl Mann, compositor que trabalhava para a Cameo-Parkway Records, conseguiram que o jovem 'Chubby' fizesse uma gravação privada com Dick Clark, apresentador do programa de televisão American Bandstand. Foi nesta sessão de gravação que Evans adotou definitivamente seu nome artístico, a esposa de Clark perguntou-lhe qual era seu nome e ele respondeu: "Bem, meus amigos me chamam de 'Chubby'". Como ele havia terminado de fazer uma imitação de Fats Domino, ela sorriu e perguntou-lhe: "Como damas (checkers, em inglês)?" A brincadeira de palavras envolvendo o 'dominó' do nome de Fats e outro jogo de tabuleiro gerou risadas instantâneas entre os presentes, e foi adotada como nome a partir daquele momento. 

 

Lançado no Outono de 1960, o hit "The Twist", do sucesso de R&B composto por Hank Ballard, resultou em milhões de cópias vendidas. A canção permaneceu nas paradas por quatro meses. Repetindo o feito no ano seguinte. O restante da década de 1960 esteve recheado de diversas músicas interpretadas por Chubby Checker. Destacaram-se "Let's Twist Again", "Pony Time", "The Fly", "Slow Twistin" e "Lymbo Rock". Para aproveitar a onda, a gravadora Cameo-Parkway lançou o álbum Chubby Checker & Bobby Rydell, onde cada um canta os maiores sucessos do outro em mais de 7 minutos de hits inesquecíveis. Nas décadas seguintes o disco torna-se peça rara, mesmo nas lojas de antiguidades. Chubby Checker canta "Volare", música que estourou na voz de Bobby Rydell e "Let´s Twist Again" na interpretação de Bobby Ridell. Durante o auge de seu sucesso, na década de 1960, lançou seus discos pela Cameo-Parkway Records que, juntamente com todo o resto do material da gravadora, tornou-se indisponível depois do início da década de 1970 por disputas legais internas da companhia. Por décadas, quase todas as compilações dos sucessos de Checker eram feitas a partir de regravações. Checker lançou uma versão dançante de "Back in the USSR", dos Beatles, em 1969, que alcançou o segundo lugar nas paradas de sucesso. Foi a sua última aparição nas paradas até 1982. Também gravou um álbum psicodélico no início dos anos 70 que foi lançado inicialmente apenas na Alemanha. O lançamento original não recebeu nome, porém a frase Chubby Checker Goes Psychedelic, escrita na contracapa, passou a ser tomada como o título. 

 

Em setembro de 2008 a canção "The Twist" chegou ao topo da lista, feita pela revista Billboard, dos singles mais populares a terem aparecido na parada de sucessos da mesma revista, Hot 100, desde que ela começou a ser feita, em 1958. Checker sempre conseguiu capitalizar sua popularidade duradoura. Em 1987 gravou nova versão da canção com o trio de rappers The Fat Boys. As letras desta nova versão deixavam implícito que estava satisfeito com esta associação. Checker também interpretou a canção num comercial dos biscoitos Oreo, no início da década de 1990. Checker ainda obteve, em julho do mesmo ano, o posto de primeiro lugar na parada de sucessos na categoria dance, com "Knock Down the Walls". Proprietário de seu próprio restaurante, Chubby Checker continua a se apresentar em público regularmente. A Hewlett-Packard resolveu lançar o “Chubby Checker”, aplicativo para rapazes medirem o órgão sexual masculino. Em inglês, “chubby” é uma gíria para pênis. Os advogados do músico pedem uma indenização de US$ 500 milhões e alegam que a HP usou o nome de Chubby Checker sem a sua autorização para lançar o aplicativo. Eles dizem ainda que o software “afeta negativamente a marca Chubby Checker e seu valor e vai manchar a imagem que ele trabalha para manter nos últimos 50 anos”.

 Rockdigital