mayal.jpg
John Mayall 

 

John Mayall é um cantor, compositor e multi-instrumentalista britânico. Em 1956, com o colega de faculdade Peter Ward, Mayall tinha fundado o Powerhouse Four que consistia de músicos locais. Em 1962, ele tornou-se membro do blues Syndicate. No final de 1963, Mayall se mudou para Londres e com a sua banda, agora chamada os Bluesbreakers, Mayall começou a tocar no Marquee Club. O primeiro single lançado por John Mayall e sua banda em maio de 1964, foi a canção "Crawling Up a Hill", com "Mr. James" como lado B. Mayall assinou um contrato com a Decca Records. O seu primeiro álbum, John Mayall Plays John Mayall em 1965 pela Decca. O álbum foi gravado ao vivo no clube Klooks Kleek em West Hampstead, em Londres, no dia 7 de dezembro de 1964. Eles tiveram uma programação constante de mais de 100 diferentes músicos na sua trajetória. O guitarrista Roger Dean deixou a banda e foi substituído por Eric Clapton. A banda perdeu o seu contrato com a gravadora Decca naquele ano. O single "I'm Your Witchdoctor", produzido por Jimmy Page em outubro de 1965, foi o primeiro creditado a John Mayall & The Bluesbreakers, seguido por um retorno à Decca em 1966.

 

Depois, em agosto de 1966 John Mayall e Eric Clapton lançam o single "Lonely Years", com o lado B "Bernard Jenkins", que foi lançado pela purdah Records. O seu segundo álbum, Blues Breakers with Eric Clapton, conhecido como The Beano Album, foi lançado em 22 de julho de 1966, e foi pioneiro em um som de blues-rock dominado pela guitarra. O álbum alcançou o Top 10 no Reino Unido. Clapton saiu da banda para formar o Cream e foi substituído por Peter Green para a gravação do terceiro álbum, Hard Road, lançado em 17 de fevereiro de 1967. Green saiu para formar o Fleetwood Mac. Então Mick Taylor se juntou a banda, e o quarto álbum, Crusade, foi lançado em 1 de setembro de 1967. O seu sétimo álbum, Blues from Laurel Canyon, foi lançado em novembro de 1968. Mick Taylor saiu para se juntar aos Rolling Stones, e o nome Bluesbreakers foi retirado dos álbuns, ficando somente John Mayall. O seu oitavo álbum, Empty Rooms, foi lançado em março de 1970 pela Polydor Records, e alcançou o nono lugar na Uk Albums Chart. O seu vigésimo primeiro álbum, Return of the Bluesbreakers, lançado em 1985 pela Aim Australia, fez retornar o nome Bluesbreakers e foi mantido desde então.

 

Com algumas interrupções, os Bluesbreakers continuaram a lançar alguns álbuns e fazer turnês, apesar de nunca terem alcançado a aclamação popular ou da crítica pelo seu material inicial. Em 2003, Eric Clapton, Mick Taylor e Chris Barber se reuniram com a banda de John Mayall para comemorar o 70th Birthday Concert in Liverpool. Em novembro de 2008, Mayall anunciou em seu site, que saiu dos Bluesbreakers para diminuir a sua carga de trabalho e se dar a liberdade para trabalhar com outros músicos. O ex-membro da banda Johnny Almond faleceu no dia 18 de Novembro de 2009, do câncer com a idade de 63 anos. Em 2009, a Eagle Records pediu a Mayall um novo álbum, e ele montou uma banda solo e o seu trigésimo terceiro álbum, Tough, lançado em  15 de setembro de 2009. Em 2013, Mayall assinou um contrato com Forty Below Records. O seu trigésim o quarto álbum, A Special Life, foi lançado em 30 de maio de 2014. Em 2016, Mayall foi incluído no Blues Hall of Fame. A autobiografia de Mayall, Blues From Laurel Canyon: My Life As A Bluesman, co-escrita com Joel McIver, foi publicada pela Omnibus Press em agosto de 2019. O seu trigésimo sétimo álbum, Nobody Told Me, foi lançado em 22 de fevereiro de 2019.