Foi uma banda de rap-metal norte-americana. Em 1991, o guitarrista Tom Morello deixou sua banda, Lock Up, querendo começar outra banda. Ele estava em um clube em Los Angeles, onde Zack de la Rocha fazia uma apresentação de rap freestyle. Morello convidou o baterista Brad Wilk, que anteriormente fez o teste para a Lock Up, enquanto De la Rocha convenceu o seu amigo de infância, Tim Commerford de participar como baixista. O recém-batizado Rage Against the Machine nomearam-se devido uma canção que Zack havia escrito para sua ex-banda de hardcore punk underground, Inside Out. Kent McClard, Com quem Inside Out foram associados, tinha inventado a frase em um artigo de 1989, na revista No Answers. Logo após a formação, deram a sua primeira apresentação pública, em Orange County, Califórnia, onde um amigo de Commerford estava fazendo uma festa em casa. A fita demo do Rage Against the Machine, era constituída por doze canções em fita cassete. A banda assinou um contrato com a Epic Records. O seu primeiro álbum, Rage Against the Machine, foi  lançado em 3 de Novembro de 1992. O álbum alcançou o topo na Top Heatseekers da Billboard, e na posição 45 na Billboard 200. O seu segundo álbum, Evil Empire, foi lançado em 16 de abril de 1996.

 

A canção "Tire Me" ganhou o prêmio de melhor performance de metal no Grammy Awards. Em Julho do mesmo ano a banda começou uma digressão pelos EUA que durou até Outubro. No início de 1998 a banda gravou No Shelter como parte da trilha sonora do filme Godzilla. Em Janeiro de 1999 a banda organizou um concerto em beneficência da Múmia Abu-Jamal. Apesar de alguns imprevistos, atraiu muita atenção. Em Genebra na Suíça, em 12 de abril do mesmo ano, Zack de la Rocha manifestou-se contra as Nações Unidas referindo a Mumia Abu-Jamal e a pena de morte nos EUA. Os Rage tocaram depois no Tibetan Freedom Concert e no Woodstock 99 onde queimaram a bandeira americana no palco enquanto tocavam Killing In The Name. Um dos momentos mais marcantes dos Rage aconteceu durante a filmagem do videoclipe de "Sleep now in the fire", em 26 de janeiro de 2000. Em 18 de outubro de 2000, o vocalista Zack de la Rocha declarou oficialmente que iria deixar a banda. O álbum de covers, Renegades, foi lançado em 5 de dezembro de 2000. Zack passou a se dedicar à carreira solo, enquanto os demais integrantes se juntaram a Chris Cornell, ex-vocalista do Soundgarden, formando o Audioslave. Em 2003, saiu o álbum Live at the Grand Olympic Auditorium, que contém uma apresentação ao vivo do Rage

 

A banda se reuniu mais uma vez, como atração principal na edição 2007 do Festival Coachella, em abril, na Califórnia. Logo após, Chris Cornell anunciou sua saída da banda por conflitos pessoais e diferenças musicais. Em 2009, a banda participou do festival Rock in Rio MadridNo dia 9 de outubro de 2010, o Rage faz sua primeira passagem pelo Brasil no Festival de Música SWU na cidade de Itu em São Paulo. Em 30 de julho de 2011 o Rage fez o que pode ser sua ultima apresentação para comemoração dos vinte anos da banda no festival L.A. Rising, porém em 01 de maio de 2014, o baterista Brad Wilk disse que a banda havia encerrado as atividades após o show em L.A. Rising e em 10 de junho de 2016, Tom Morello confirmou o fim definitivo da banda e seguira com sua nova banda Prophets Of Rage com os membros do Rage, Cypress Hill e Public Enemy. Em novembro de 2019, Chuck D e B-Real confirmaram que os Prophets Of Rage haviam se dissolvido. Em 10 de fevereiro de 2020, o Rage anunciou mais datas em todo o mundo para a turnê de reunião de 2020, agora chamada de Public Service Announcement Tour. Ele está programado para acontecer de 26 de março a 12 de setembro, tornando-se a primeira turnê mundial da banda em 20 anos. Em 12 de março de 2020, a banda adiou a primeira etapa da turnê de reunião devido à pandemia de coronavírus 2019-2020.

 

Rage Against the Machine

 Rockdigital