Mitch Mitchell

John Graham Mitchell nasceu em Ealing, Middlesex na Inglaterra no dia  9 de Julho de 1947. Foi um baterista britânico. Como adolescente, estrelou um programa de TV para crianças, Jennings and Derbyshire, e estrelou no filme britânico Bottoms Up, de 1960. Mitchell tornou-se um músico ao trabalhar na loja de bateria de Jim Marshall aos sábados enquanto ainda estava na escola. No início de sua carreira, ele ganhou uma experiência musical considerável como músico de turnê e sessão, trabalhando com vários grupos e com o The Who como baterista de sessão enquanto a banda estava no processo de substituir Doug Sandom por Keith Moon. Em 1965, ele também substituiu temporariamente Viv Prince como baterista no Pretty Things. De dezembro de 1965 a outubro de 1966, Mitchell foi o baterista de Georgie Fame and The Blue Flames, aparecendo em seu álbum, Sweet Things de 1966. Mitchell fez uma audição para a banda de Jimi Hendrix em outubro de 1966, para substituir o baterista Aynsley Dunbar. Mitchell tocou no trio, Jimi Hendrix Experience de outubro de 1966 a meados de 1969, se apresentando no Festival de Woodstock e no verão de 1970 no trio com Billy Cox no baixo.

 

Em dezembro de 1968, Mitchell tocou com o Dirty Mac, uma banda de várias estrelas do Rock para o filme de TV, The Rolling Stones Rock and Roll Circus, com  John Lennon como vocalista e guitarrista, Yoko Ono, Eric Clapton como guitarrista e Keith Richards como baixista. Ao trabalhar com Jimi Hendrix desde o final de 1969 até início de 1970, Mitchell também colaborou com a banda Jack Bruce and Friends liderada pelo baixista e vocalista Jack Bruce ex- Cream. Mitchell também participou das sessões de demonstração de Miles Davis para o álbum, Bitches Brew de 1969, mas não apareceu no álbum final. Após a morte de Jimi Hendrix, Mitchell terminou o trabalho de produção com o engenheiro Eddie Kramer em gravações incompletas de Jimi Hendrix, resultando nos lançamentos dos álbuns póstumos, The Cry of Love e Rainbow Bridge. Em 1972, ele se uniu aos guitarristas Mike Pinera e April Lawton para formar a banda Ramatam.

 

Eles gravaram o primeiro álbum e abriram shows para o Emerson, Lake & Palmer em vários concertos.

A banda nunca conseguiu sucesso comercial e Mitchell saiu antes do lançamento do segundo álbum. As dificuldades financeiras pressionaram Mitchell na década de 1970 para vender uma preciosa guitarra de Jimi Hendrix. Em 1974, ele fez uma audição para a banda Wings de Paul McCartney, mas perdeu a vaga para Geoff Britton. Em 1999, Mitchell fazia parte da Gypsy Sun Experience, juntamente com Billy Cox o ex baixista de Jimi Hendrix e o guitarrista Gary Serkin. Em 2005, Mitchell foi nomeado o 23º maior baterista de todos os tempos pelos leitores da Rolling Stone. Mitchell passou seus últimos dias celebrando a música de Jimi Hendrix no Experience Hendrix Tour. Por quase quatro semanas, a turnê viajou por 18 cidades dos EUA. Cinco dias depois da turnê, Mitchell morreu dormindo em 12 de novembro de 2008, no Benson Hotel, em Portland, de causas naturais. 

 Rockdigital