Velvet Revolver

 

Foi um supergrupo americano de hard rock. Slash, Duff McKagan e Matt Sorum eram membros do Guns N' Roses. Slash saiu da banda em 1996, e McKagan em 1997, enquanto Sorum foi demitido no mesmo ano. Slash montou a banda Slash's Snakepit e McKagan a 10 Minute Warning, assim como a gravação do seu segundo álbum solo, e Sorum retornou ao The Cult. Em 2001, o Slash's Snakepit tinha acabado pela segunda vez e Slash começou a trabalhar com Steve Gorman, baterista do The Black Crowes em um novo projeto. McKagan retornou para o Loaded, banda que ele havia formado em 1999. Quando o músico Randy Castillo que foi o baterista de Ozzy Osbourne e do Motley Crue, morreu em decorrência de um câncer de pele em 2002, Slash, McKagan e Sorum tocaram em um show beneficente ao lado de Josh ToddKeith Nelson e Sen Dog. O trio começou a ensaiar com Todd e Nelson. Dave Kushner foi convidado para se juntar ao projeto. Izzy Stradlin, ex-companheiro do Guns N' Roses também se juntou a eles. Após um teste com Kelly Shaefer, Stradlin deixou a banda.

 

VH1 filmou o processo de recrutamento, e o documentário foi exibido com o nome de VH1 Inside Out: The Rise of Velvet Revolver. Depois do fim do Stone Temple Pilots em 2002, o vocalista Scott Weiland entrou para a banda. Quando Slash sugeriu o nome Revolver à banda, Weiland sugeriu Black Velvet Revolver. Eles finalmente chegaram a Velvet Revolver, anunciando-o em uma conferência de imprensa no El Rey Theatre. A banda assinou um contrato com a RCA Records. O seu primeiro álbum, Contraband, foi lançado em 8 de junho de 2004, e estreou no topo da Billboard 200. Os singles "Slither" e "Fall to Pieces" conseguiram alcançar o topo na Mainstream Rock Chart. "Slither" também alcançou o topo na Modern Rock Chart. Em 2005, a banda ganhou um Grammy Award de Melhor Performance de Hard Rock por "Slither". A banda gravou uma nova canção intitulada "Come On, Come In" para o filme Quarteto Fantástico em 2005, que alcançou a posição 14 na Mainstream Rock Chart. O Velvet Revolver tocou no Live 8 e em vários outros festivais incluindo o Download Festival e o Ozzfest. Foi durante a turnê que os integrantes da banda, com exceção de Kushner, começaram a recair no álcool e nas drogas.

 

O Velvet Revolver fez a apresentação do Van Halen no Rock and Roll Hall of Fame, com Weiland e Slash falando em nome da banda no dia 12 de março de 2007. Em 21 de novembro de 2007, Weiland foi preso depois de bater seu carro ao dirigir em uma estrada de L.A. Ele foi acusado de dirigir sob a influência de drogas. Após três anos do álbum anterior, o Velvet Revolver lançou o seu segundo álbum, Libertad, lançado em 3 de julho de 2007. Durante o show de Glasgow em 20 de março de 2008, Weiland anunciou à multidão que era a última turnê da banda, sem saber que os outros membros da banda já estavam planejando demiti-lo. Slash afirmou mais tarde que não seria a última turnê do Velvet Revolver. A partida de Weiland foi anunciada no dia 1 de abril. Após a partida de Weiland, a banda começou a gravar e procurar um novo vocalista. O Velvet Revolver reuniu-se para uma performance única com Weiland em um concerto beneficente para o falecido John O'Brien, em 12 de janeiro de 2012. No dia 3 de dezembro de 2015, Scott Weiland foi encontrado morto em seu ônibus de turnê, um dia antes de se apresentar em Minnesota com a sua banda The Wildabouts. Slash e McKagan retornaram ao Guns N' Roses.

 Rockdigital